São Paulo – Mesmo com desempenho fraco na maior parte da sessão em Nova York, a Bolsa brasileira (B3) chegou ao fim ontem em alta de 1,85%, aos 116.403,72 pontos, buscando deixar para trás a tumultuada semana anterior, que só terminou de fato domingo (12), com protestos da oposição pedindo a saída do presidente Jair Bolsonaro, relativamente esvaziados quando comparados ao que se viu no Sete de Setembro. No câmbio, o dólar caiu 0,83%, a R$ 5,2236.

A divisão do grito contrário, em uma semana na qual o próprio presidente deu passo atrás, em declaração à nação na qual tentou reconstruir ponte com o STF (Supremo Tribunal Federal), via Michel Temer, contribui para reduzir a fervura política que vinha penalizando os ativos brasileiros. Na máxima, o Ibovespa chegou a testar os 117 mil pontos. O índice ainda acumula perda de 2% no mês, cedendo 2,20% no ano.