Levantamento de dados da Sesa (Secretaria de Estado de Saúde) revela que 74 crianças e jovens de 10 e 19 anos morreram por covid-19 e 121.627 foram diagnosticados com a doença desde o início da pandemia no Paraná. O que chama a atenção é o aumento de mortes e casos neste ano. Os dados até essa sexta (17) revelam aumento de 236,61% no número de casos se comparado com 2020, mesmo faltando mais de três meses para o ano acabar. Já o número de mortes subiu 211,11% passando de 18 em 2020 para 56 em 2021.

A faixa inclui os adolescentes que foram retirados do plano de imunização na quinta pelo Ministério da Saúde. A Sociedade Brasileira de Infectologia se uniu à Anvisa e emitiu nota nessa sexta (16) pedindo que o Ministério da Saúde reconsidere a suspensão. Segundo a entidade, um dos principais argumentos é que a vacina da Pfizer foi aprovada pela Anvisa para jovens de 12 a 17 anos e inexistem evidências científicas contrárias ao uso do imunizante nesse grupo.  O documento diz ainda que os eventos adversos registrados pelo Ministério da Saúde correspondem a 0,043% dos adolescentes vacinados e não foi divulgada a gravidade das reações nem comprovação de que estão relacionadas à vacina.

Nessa sexta, a Secretaria Estadual da Saúde de São Paulo concluiu que a morte do adolescente de 16 anos em São Bernardo do Campo não teve relação com a vacina contra a covid-19.

Crianças

A pandemia de covid-19 também afetou as crianças paranaenses mais em 2021 que em 2020. De acordo com dados da Sesa, os casos na faixa etária de 6 a 9 anos aumentou 268,94%, passando de 4.639 em 2020 para 17.115. A doença já matou cinco crianças neste ano. Em 2020, não houve registro de morte desse público.

Na faixa etária de até 5 anos, os casos passaram de 8.190 (2020) para 23.328 (2021), crescimento de 184,84%. As mortes saltaram de 19 (2020) para 88 (2021), aumento de 363%.

Boletim

Conforme o boletim divulgado nessa sexta pela Sesa, com mais 2.210 casos e 74 mortes pela covid-19, o Paraná registra até agora 1.480.324 infectados com a doença, dos quais 38.115 não sobreviveram.