A Secretaria de Saúde de Cascavel divulgou na tarde desta quinta-feira (16), que a cidade voltou para a bandeira roxa por conta do aumento de casos positivos de covid-19. Os dados epidemiológicos para o cálculo da matriz de risco são feitos comparando informações dos últimos 14 dias. E um dos apontamentos percebidos comparando a Matriz de Risco dessa semana, com a semana anterior, foi o aumento na ocupação de leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva).

Hoje a taxa de ocupação de leitos de UTI – SUS para covid-19 em Cascavel está em 91,30% e de enfermaria é de 71,40%.

Nas últimas 24 horas, Cascavel registrou 207 novos casos de covid-19 e atualmente existem 591 casos ativos. Ao total 48.666 moradores da cidade confirmaram a doença, destes 1009 pessoas não resistiram as complicações e morreram.

O diretor técnico do Samu, Rodrigo Nicácio, explicou que seis indicadores são avaliados para o cálculo da matriz de risco. Ele lembrou que a taxa de ocupação hospitalar é um dos fatores avaliados e a mudança dos leitos UTI – Covid do HU em UTI geral refletem nesta mudança da matriz de risco.

A taxa de transmissão serve como uma estimativa de como a doença se espalha entre a população. Assim, quando esse número é menor ou igual a 1, espera-se queda no número de casos. E, quando maior que 1, espera-se um aumento no número de casos.

A taxa de transmissão é um cálculo que depende de muitas variáveis, o índice de transmissão da covid-19 pode ajudar a ter uma noção de que direção a pandemia está seguindo, mas este dado deve ser sempre avaliado em conjunto com outros parâmetros.

Abaixo dados do número de reprodução entre os dias 01/09 a 15/09:

O número de reprodução em Cascavel está em 1,17 (0,99; 1,36)

O número de reprodução do Paraná está em 1,07 (1,02; 1,12)

 

Fonte: Tarobá News