Brookfield pode comprar fatia da Odebrecht em gasoduto no Peru

ODEBRECHT

Unimed

LIMA – O fundo canadense Brookfield Asset Management está perto de comprar a participação da Odebrecht em um projeto de gasoduto no Peru de mais de US$ 5 bilhões, disse o ministro da Economia do Peru, Alfredo Thorne.

Numa entrevista à estação de rádio local Canal N na terça-feira à noite, Thorne disse que a Brookfield concordou em assinar uma ?cláusula anticorrupção? no contrato para a aquisição da participação de 55% da Odebrecht no projeto.

? Estamos quase prontos para fechar (com a Brookfield), estamos em negociações, provavelmente aconteça, não há nenhuma mudança na cláusula anticorrupção ? disse Thorne.

Um assessor de imprensa da Odebrecht em Lima disse ser muito cedo para fazer qualquer comentário sobre o assunto.

No fim de novembro, a Sempra anunciou que as negociações terminaram sem acordo com a Odebrecht para comprar o controle do gasoduto, que está sob investigação por suposta corrupção na sua concessão em 2014.

O acordo entre Sempra e Odebrecht foi interrompido após o governo se recusar a retirar a cláusula anticorrupção que a empresa americana teria que assinar como nova operadora.

Os demais sócios do projeto são a espanhola Enagas, com 25%, e a peruana Grana y Montero, com os 20% restantes.

Unimed

Receba as principais notícias através do WhatsApp

ENTRAR NO GRUPO

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp. Ao entrar seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.


Fale com a Redação