Brasil faz clássico com Argentina valendo vaga nos Jogos Olímpicos

O jogo, válido pela 3ª e última rodada, será às 22h30 (de Brasília), no Estádio Alfonso López, na cidade de Bucaramanga, na Colômbia.

Rio de Janeiro – Ainda vencer no quadrangular final do Pré-Olímpico de Futebol Masculino, o Brasil enfrenta a Argentina neste domingo (9) em um clássico que vale vaga para Tóquio 2020. O jogo, válido pela 3ª e última rodada, será às 22h30 (de Brasília), no Estádio Alfonso López, na cidade de Bucaramanga, na Colômbia.

JK

Com dois pontos, o Brasil se classificará para a Olimpíada do Japão caso vença a Argentina. Entretanto, poderá conseguir a vaga até mesmo com um empate, mas desde que não haja vencedor no duelo da rodada, Colômbia e Uruguai, na preliminar, que será disputa às 20h também no Alfonso López.

Há, inclusive, uma chance de o Brasil se classificar até com derrota. Para isso, Colômbia e Uruguai precisam ficar no empate. Aí, a vaga seria decidida nos critérios de desempate que são os seguintes, nesta ordem: saldo de gols, gols pró e confronto direto.

Uruguai e Colômbia chegam para a última rodada com um ponto cada e com menos um de saldo de gols. Já no critério gols pró, os uruguaios têm três, contra dois de brasileiros e colombianos. No confronto direto, o Brasil venceu o Uruguai na primeira fase e empatou com a Colômbia no quadrangular. Já a Argentina é líder do Pré-Olímpico e campeã antecipada, o que já lhe garantiu em Tóquio 2020, restando uma vaga a ser definida.

Novas mudanças

Para o Superclássico com a Argentina, o Brasil terá pelo quarto jogo consecutivo uma formação diferente na defesa. O zagueiro Nino recebeu o segundo cartão amarelo no empate por 1 a 1 com o Uruguai e terá de cumprir suspensão. Assim, os zagueiros Robson Bambu e Ricardo Graça disputam um lugar ao lado de Bruno Fuchs na zaga. A defesa é o setor que tem dado mais trabalho para o técnico André Jardine neste Pré-Olímpico. Em seis jogos, o Brasil levou sete gols. No ataque, o iguaçuense Pepê, do Grêmio, pode ganhar oportunidade como titular. A Argentina, que tem seis vitórias em seis jogos, também amarga desfalques. O meia Capaldo e o atacante Gaich receberam o segundo cartão amarelo na vitória por 2 a 1 sobre a Colômbia e o atacante Urzi foi expulso.

JK

Receba as principais notícias através do WhatsApp

ENTRAR NO GRUPO

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp. Ao entrar seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.


Fale com a Redação