Brasil exporta mais carne mas a preços mais baratos

Brasília – As exportações totais de carne bovina (in natura e processada) bateram o recorde estabelecido em 2014, de 1,56 milhão de toneladas movimentadas, alcançando um volume de 1,639 milhão de toneladas exportadas no balanço geral de 2018, informou a Abrafrigo (Associação Brasileira de Frigoríficos).

brde2

Em valores, porém, a receita obtida de US$ 6,5 bilhões ficou abaixo dos US$ 7,2 bilhões obtidos em 2014, ano de melhores preços para o produto brasileiro, queda de 10%.

A entidade divulgou esses números com base nos dados fornecidos pelo Mdic (Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior).

Segundo a Abrafrigo, para 2019 a expectativa é de que esses volumes cresçam pelo menos 5%, com o retorno das compras da Rússia.

Em relação a 2017, quando o Brasil exportou 1,485 milhão de toneladas, a movimentação de 2018 foi 10% maior, enquanto a receita aumentou 8%.

O aumento das compras por parte da China compensou a ausência dos russos: foram 150 mil toneladas a mais em 2018, com o país importando pela cidade-estado de Hong Kong e pelo continente 43,8% da comercialização brasileira do produto contra 38,2% em 2017.

O Egito aumentou suas aquisições em 18%, ficando na segunda posição entre os países importadores, com 181.097 toneladas; em terceiro lugar veio o Chile, com crescimento de 77% na sua movimentação que atingiu 114 mil 944 toneladas.

Irã e Estados Unidos tiveram queda significativa nas suas importações, de 40% e de 16%, respectivamente.

JK

Receba as principais notícias através do WhatsApp

ENTRAR NO GRUPO

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp. Ao entrar seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.


Fale com a Redação