Dubai – No terceiro dia de agenda nos Emirados Árabes Unidos, o presidente Jair Bolsonaro participou ontem (15) do Fórum Invest in Brasil, em Dubai. O evento é organizado pela Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos, a Apex-Brasil. “Nós somos muito próximos. O Brasil possui mais de 5 milhões de árabes. Se formos contar os descendentes, chegamos à casa dos 30 milhões”, disse, durante a abertura do evento. “Mais do que bons parceiros, somos irmãos”, completou.

Além de Bolsonaro, participaram os ministros Paulo Guedes (Economia), Tarcísio de Freitas (Infraestrutura), Tereza Cristina (Agricultura), Bento Albuquerque (Minas e Energia), Augusto Heleno (Gabinete de Segurança Institucional), Carlos França (Relações Exteriores), Braga Netto (Defesa) e Gilson Machado (Turismo).

“Temos certeza que essa passagem os fará investir mais ainda”, finalizou o presidente, ao se referir a autoridades locais e investidores árabes, que também participaram do fórum. “Espero retornar brevemente anunciando mais interações entre nós”.

 

Expo 2020

Bolsonaro também participou do Dia do Brasil na Expo 2020. A solenidade, prevista para o período da tarde em Dubai, coincide com o aniversário da proclamação da República brasileira. A programação prevê atividades na praça Al Wasl, principal ponto da exposição, além da visita de Bolsonaro ao Pavilhão Brasil, um dos mais movimentados e com maior número de visitantes.

Adiada por um ano por conta do novo coronavírus, a Expo 2020 é tida como o maior evento internacional aberto ao público desde o início da pandemia. Após o fórum, Bolsonaro tinha agenda programada em Abu Dhabi, capital dos Emirados Árabes Unidos e vizinha a Dubai, onde participaria de audiência com o príncipe herdeiro Mohamed Bin Zayed Al Nahyan.

 

Desafio

O ministro da Economia, Paulo Guedes, disse ontem (15) que os Emirados Árabes Unidos são “os sócios ideais” para os recursos naturais existentes no Brasil. Durante o evento com investidores em Dubai, Guedes avaliou que o Brasil teve um bom desempenho durante a pandemia de covid-19 e destacou que a agenda de reformas no país segue em andamento.

Na abertura do Fórum Invest in Brasil, o ministro citou ainda o projeto de privatização do Porto de Santos (SP) e convidou investidores árabes a apostarem no país. “Confiem no Brasil, venham para o Brasil”, finalizou.

 

ABR