O Atlético-MG superou o Grêmio por 2 a 1 nessa quarta-feira (3), em duelo atrasado da 19ª rodada do Campeonato Brasileiro. Mais de 56 mil torcedores acompanharam o encontro no Mineirão, em Belo Horizonte, que teve 100% da ocupação liberada pela primeira vez desde o início da pandemia do novo coronavírus (covid-19).

Líder da competição, o Galo foi a 62 pontos em 29 partidas, abrindo dez de vantagem para o Palmeiras (segundo colocado, também com 29 rodadas disputadas) e 12 para o Flamengo (terceiro, com dois jogos a menos). O Tricolor segue em situação difícil, na 19ª e penúltima posição, com 26 pontos, sete atrás do Bahia, primeiro time fora da zona de rebaixamento. Os gaúchos têm 28 duelos realizados, um a menos que os baianos.

Desesperado, o Grêmio se lançou ao ataque desde o começo. Miguel Borja ficou no quase três vezes nos primeiros dez minutos. O atacante balançou as redes aos dois, mas o lance foi invalidado pelo árbitro de vídeo (VAR), que detectou impedimento do colombiano. Aos nove, ele perdeu a chance frente a frente com o goleiro Everson. Na sequência, acertou o travessão. Se a fase tricolor é ruim, a do Atlético é exatamente o contrário. Aos 11 minutos, o meia Matías Zaracho recebeu do atacante Diego Costa e abriu o placar no Mineirão.

O duelo foi para o intervalo sem lances de maior perigo. Na volta para o segundo tempo, o Grêmio chegou, enfim, ao empate. Aos dez minutos, Borja rolou e Jaminton Campaz finalizou, deixando tudo igual. Quis o destino que, aos 26, o próprio meia tocasse a bola com o braço na área, em lance verificado pelo VAR, após cobrança de falta. O atacante Eduardo Vargas cobrou a penalidade e recolocou o Galo à frente. A partir daí, a equipe mineira controlou as ações e foi pouco ameaçada pelos gaúchos, cada vez mais próximos do rebaixamento.

Os times têm clássicos pela frente no fim de semana, pela 30ª rodada do Brasileiro. No sábado (6), às 19h (horário de Brasília), o Grêmio visita o Internacional no Beira-Rio, em Porto Alegre. No domingo (7), o Atlético mede forças com o América-MG às 16h, novamente no Mineirão.

(Agência Brasil)