Foz do Iguaçu– O acidente na cidade de Capitólio (MG), no último sábado (8), na qual dez pessoas morreram após a queda de parte de uma rocha, refletiu na região Oeste do Paraná. Os diretores do PNI (Parque Nacional do Iguaçu) estiveram reunidos na tarde de ontem (10) e, em nota, confirmaram que o parque recebeu um ofício da Marinha do Brasil e que o passeio de barco próximo às quedas das Cataratas em Foz do Iguaçu, os chamados “passeios molhados”, estariam suspensos temporariamente, por 15 dias, atendendo decisão da Marinha do Brasil.

O passeio “Macuco Safari”, garantiu o PNI, é seguro e possui as principais certificações de acordo com padrões internacionais.

Entretanto, ainda no final da tarde, a assessoria de imprensa do PNI fez novo comunicado oficial de que, após reunião realizada com a Marinha do Brasil, visando a fornecer maiores informações sobre os procedimentos de monitoramento e segurança relacionados às atividades de visitação do Parque, mais especificamente o passeio Macuco Safari, o passeio seguirá operando normalmente nesta terça-feira (11).

 

Aniversário

A decisão foi tomada no mesmo dia que o Parque Nacional do Iguaçu, abrigo das Cataratas do Iguaçu, celebrou 83 anos de existência: 10 de janeiro. A unidade de conservação que faz fronteira com a Argentina, coleciona bons resultados na conservação da biodiversidade, na satisfação das pessoas que visitam o local, e integra o desejo e sonho de viagem de brasileiros e estrangeiros.

O Parque Nacional do Iguaçu foi criado em 10 de janeiro de 1939, por meio do Decreto-Lei nº 1.035, do presidente Getúlio Vargas. No ano de 1986, recebeu o título, concedido pela Unesco, de Patrimônio Mundial Natural. Já as Cataratas do Iguaçu, localizadas no interior da unidade de conservação, receberam o título de Maravilha Mundial da Natureza no dia 11 de novembro de 2011.

O Parque Nacional do Iguaçu se consolidou, nestes 83 anos, como referência mundial na conservação da natureza e no turismo sustentável. O parque, que é um dos mais visitados do Brasil, protege uma área de 186 mil hectares de Mata Atlântica e uma rica biodiversidade, abrigando uma fauna constituída por mais de 12 espécies de anfíbios, 48 tipos de répteis, 158 espécies de mamíferos, 175 de peixes, 390 espécies de aves e mais de 800 invertebrados identificados.

 

Identidade

De acordo com Cibele Munhoz Amato, chefe do Parque Nacional do Iguaçu, a unidade de conservação tem contribuído e cumprido sua missão. “Seguimos conversando com todas as entidades e segmentos envolvidos para o desenvolvimento sustentável do parque. O nosso trabalho está pautado em dois eixos: o primeiro é o reconhecimento e valorização de todas as boas práticas, relacionamentos e projetos desenvolvidos; o segundo, seguir estruturando e organizando melhorias para o parque que precisamos e queremos para os próximos anos. Tudo isso nós estamos construindo juntos”, falou Cibele.

Além de abrigar um dos principais atrativos turísticos do mundo, o Parque Nacional do Iguaçu também possui grande importância para o desenvolvimento regional, gerando cerca de mil empregos diretos e mais de 15 mil indiretos. Em média, por ano, o parque gera R$ 25 milhões de ICMS Ecológico para os municípios do seu entorno. Estima-se que quase 30% da economia de Foz do Iguaçu esteja relacionada à visitação da unidade de conservação.

O Parque Nacional do Iguaçu também funciona como um grande laboratório a céu aberto, potencializando esforços em favor da conservação por meio de incentivo às pesquisas. Anualmente, o parque atende, em média, mil instituições de ensino, apoiando mais de 30 mil alunos, professores e pesquisadores. Grande parte dos trabalhos científicos relacionados ao parque, cerca de 500, é sobre sua colossal biodiversidade.

O parque é administrado pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), órgão federal responsável pela administração das unidades de conservação federais do Brasil. Desde o ano de 1999, o parque conta com gestão dos serviços de visitação turística da concessionária Cataratas do Iguaçu S.A., empresa iguaçuense que integra o Grupo Cataratas.

O Parque Nacional do Iguaçu está aberto para visitação todos os dias, das 8h às 16h. Os ingressos para visitar as Cataratas do Iguaçu são vendidos exclusivamente on-line, com agendamento de dia e horário para o passeio, no site cataratasdoiguacu.com.br.