Caracas – A Venezuela viveu ontem (21) uma greve parcial das atividades em protesto contra as medidas econômicas que o governo adotou, apesar de parte da paralisação ter a ver com a incerteza que existe entre comerciantes e transportadoras que não sabem como devem ficar as decisões.

Assim, foi difícil medir o “sucesso” da convocação feita pela oposição e que o chavismo respondeu com um convite para uma passeata na zona oeste de Caracas em apoio ao presidente Niclás Maduro. Lojas ficaram fechadas, mas restaurantes abriram.

Durante todo o dia houve filas nos caixas eletrônicos dos bancos para sacar a nova família de cédulas, após a reconversão monetária que tirou cinco zeros da moeda e a desvalorizou em mais de 95%.