Em outubro de 2020, quando a Stock Car correu pela última vez em Cascavel – e a primeira e única com a nova geração de carros -, o País enfrentava uma onda anormal de calor para a época. Na etapa de domingo, 4 de outubro, a temperatura passou de 38ºC, com a asfalto a 50ºC.

Semana passada, a pista de Cascavel chegou a ficar coberta de gelo. A temperatura subiu, mas a previsão para este domingo, quando os carros entram na pista, às 15h10, na sessão de classificação para a quinta etapa da temporada, é de algo em torno de 15ºC.

“Basicamente a temperatura mais baixa vai nos fazer mexer na aerodinâmica do carro, porque, quando o ar está mais frio, mais denso, a gente acaba tendo mais downforce na traseira, e isso faz o carro sair mais de frente. Então, a gente tem que trabalhar no sentido de segurar a frente do carro. E também tem a questão de acertar a pressão de pneus, porque, normalmente, em uma temperatura mais baixa, se usa uma pressão mais alta e tem uma ciência aí para encontrar a pressão ideal”, diz Andreas Mattheis, chefe da equipe Ipiranga Racing.

Ano passado, Cascavel recebeu duas etapas. No sábado, corrida única com pole position e vitória de Thiago Camilo. No domingo, rodada dupla com vitórias de Bruno Baptista e Daniel Serra. César Ramos, companheiro de Thiago Camilo, foi 5º, 4º e 8º nas três corridas e saltou do terceiro lugar para a liderança do campeonato.

 

 

Programação da Stock Car

Sábado

9h – 10h10 – Treino livre 1

12h05 – 13h15 – Treino livre 2

15h10 – 15h55 – Classificação

 

Domingo

11h – 11h10 – Warm up

12h10 – Corrida 1 (30 minutos + 1 volta)

12h48 – Corrida 2 (30 minutos + 1 volta)