A dança representa uma das mais antigas expressões artísticas. Ela acompanha o ser humano em sua evolução: na pré-história dançava-se pela vida e pela sobrevivência; o homem evoluiu e com isso a dança obteve características sagradas, os gestos passaram a ser místicos e a acompanhar rituais. Já na Grécia, a dança ajudava nas lutas e na conquista da perfeição do corpo, enquanto na Idade Média se tornou profana, ressurgindo no Renascimento. A história da dança acompanha a evolução das artes visuais, da música e do teatro.

Dançar também é uma das maneiras mais divertidas e adequadas para ensinar, na prática, o potencial de expressão do corpo humano, que é tão diverso e belo. Por isso, introduzir a dança na escola equivale a um tipo de alfabetização: enquanto mexem o tronco, as pernas e os braços, os alunos aprendem sobre o desenvolvimento físico e reconhecem o próprio corpo.

Claro que as apresentações são importantes para dar motivação aos alunos a se empenharem nas coreografias, porém, o mais importante não é ensaiar para se apresentar no final do ano; o que realmente é fundamental é que a criança e o adolescente passem a ter consciência corporal e entender como o corpo se relaciona com o espaço, pois este é um dos pilares do desenvolvimento.

Após um ano de aprendizado e interação, foi realizado o Festival de Danças do Colégio Santa Maria no Teatro Municipal de Cascavel na noite de terça-feira (20). Foi um momento que veio a coroar o trabalho desenvolvido pela professora e suas alunas. A apresentação contou com a participação das alunas do Grupo de Danças e Ginástica Rítmica, da Educação Infantil, Ensino Fundamental 1 e 2. Com a coordenação e organização da professora Marcia Galhardo, neste ano o tema foi "Sessão Pipoca". Com músicas temas de filmes famosos e de muito sucesso, a cada apresentação a plateia recordava um pouquinho das cenas e características das grandes produções cinematográficas que fizeram história. Estas geralmente marcaram etapas da vida daqueles que tiveram a oportunidade de acompanhar.

As alunas, professoras e direção do colégio ficaram bastante contentes com o resultado. Por este motivo agradecem a participação de todos e pela presença do público, comprovando o sucesso do Festival. Também são gratas pela doação dos alimentos que serão entregue ao Provopar, para a devida distribuição aos necessitados.