ADI pelo Paraná: Guto Silva, Michele Caputo e aplicações financeira

Voucher

Quando usar máscara de pano

O chefe da Casa Civil, Guto Silva, afirma que o governo precisou tomar algumas medidas rápidas para quem foi mais atingido pela crise do coronavírus. “Continuou comprando alimentos produzidos por pequenos produtores e destinando kits com alimentos da merenda escolar para mais de 200 mil famílias. E, para reforçar, criou o cartão Comida Boa, auxílio alimentício para mais de 800 mil cadastrados. Valorizando o trabalho dos pequenos empresários e proporcionando alimento na mesa da população que mais necessita.”

 

Voucher II

O deputado Michele Caputo (PSDB) aprova o programa que disponibiliza R$ 50 durante três meses a famílias paranaenses. O benefício atende 840 mil inscritos no CadÚnico e 168 mil pessoas que atuam como microempreendedores, contribuintes individuais da Previdência e trabalhadores informais de qualquer natureza.

 

***Melhor gestão

O deputado Paulo Litro (PSDB) destacou a administração do prefeito Rineu Menoncin (PP) em Matelândia que foi avaliada entre as dez melhores gestões do estado de acordo com o Tribunal de Contas. “Resultado de administração séria e focada no desenvolvimento”.

 

Aplicações financeiras

O deputado Evandro Araújo (PSC) solicitou ao governo do Estado autorização a Apaes e escolas especiais para que possam se utilizar dos recursos referentes às “aplicações financeiras” a fim de cumprir compromissos com funcionários, fornecedores, de infraestrutura e apoio às famílias. “Essa posição foi defendida pelo senador Flávio Arns (Rede-PR). As escolas fazem um trabalho importante voltado às pessoas com deficiência, agora se encontram sem renda por não ser mais possível a realização de bazares, almoços beneficentes, feiras”.

 

***Mais afetadas

Levantamento da startup Cobli mostra que as atividades ligadas ao lazer são as mais afetadas pela pandemia provocada pelo coronavírus. Arte, cultura, esporte e recreação tiveram o maior impacto, com queda de 77% na movimentação dos empregados. O estudo considera o total de quilômetros rodados pelas frotas das empresas entre 23 de março e 19 de abril.

 

Saída da crise

Ao lado da agricultura, a construção civil promete trilhar os caminhos para a saída da grave crise econômica. Como forma de ajudar na retomada, o ministro Paulo Guedes (Economia) idealizou o Plano Pró-Infra. O objetivo é melhorar o ambiente de negócios do País e evitar um descalabro fiscal quando a crise sanitária passar. Os impactos negativos, porém, já são sentidos em setores como o de empresas de transporte e logística. Para evitar problemas maiores, governo federal, BNDES e Banco Central tomaram medidas de proteção a empresas.

 

Estrutura modelo

O Paraná tem 1.723 leitos hospitalares já em funcionamento, entre UTIs e enfermarias, para atendimento exclusivo de pacientes com covid-19. São 549 leitos de UTI adulto, 37 UTIs pediátricas e 1.137 de enfermaria, dos quais 67 pediátricos. A estrutura atende todas as regiões do Estado e foi implantada ou aprimorada na rede hospitalar estadual já existente.

 

Propaganda errada

O Governo Bolsonaro veiculou publicidade da reforma da Previdência em mídia programática que distribuiu as peças em sites de fake news, de jogo do bicho, infantis, em russo e em canal do YouTube que promove o presidente. As informações constam de planilhas enviadas pela Secom por determinação da CGU a partir de um pedido do Serviço de Informação ao Cidadão ao “Estadão”.

Mosquito da dengue nas áreas externas


Fale com a Redação

8 − 8 =