Acadêmico de Medicina do Centro Universitário FAG, Filipe Almeida conseguiu a aprovação de dois trabalhos no India Live 2019, Congresso de Cardiologia Intervencionista, com foco em novas tecnologias, que acontece em Mumbai, capital financeira da Índia, de 28 de fevereiro até 3 de março. Os trabalhos serão publicados no Asia Intervention Journal, revista científica da Ásia.

O primeiro é "The Initial Experience of Transcutaneous Aortic Valve Implantation (TAVI) in a Brazilian Center" (A Experiência Inicial do Implante Transcutâneo de Válvula Aórtica (TAVI) em um Centro Brasileiro). Trata-se de um trabalho produzido por Filipe sob a supervisão do Dr. Daniel Almeida (médico graduado pela FAG) e do Dr. Evandro Flores (cardiologista e professor da FAG), com orientação do Prof. Dr. Rui Almeida (Coordenador do Curso de Medicina). O objetivo, segundo o autor, é apresentar os resultados imediatos no tratamento de pacientes de alto risco em troca de válvula aórtica, através da técnica percutânea no serviço de Cascavel.

O segundo é "Use of Atrial Septal Defect Occluders – Nine years follow-up" (Utilização de Oclusores na Correção dos Defeitos do Septo Atrial – 9 anos de acompanhamento), produzido sob a supervisão dos mesmos médicos (Daniel e Evandro) e também do Doutor Fábio Selig (cardiologista intervencionista de Curitiba), também orientado pelo Prof. Dr. Rui Almeida. O objetivo foi apresentar os resultados de mais de 9 anos no tratamento da Comunicação Interatrial (CIA) e Forame Oval Patente (FOP) em Cascavel. "Como acadêmico, eu me sinto muito realizado em ter não apenas um, mas dois trabalhos aceitos para apresentação em um evento internacional. Poder trabalhar nesses projetos com professores incríveis e conhecer como funciona a rotina de um serviço de cirurgia cardíaca, suas técnicas e resultados é uma oportunidade única! Essa conquista também é fruto da vontade desses profissionais em formar médicos com pensamento crítico e contato com as tecnologias mais atuais. O reconhecimento internacional das produções científicas da FAG mostra que nossos alunos são pesquisadores sérios e dedicados, outro ponto que também confirma a nota máxima que nosso curso recentemente recebeu", ressalta Filipe, citando a nota concedida pelo MEC ao curso.