A vacinação contra a Covid-19 avança cada vez mais no Paraná e a previsão do Governo do Estado de imunizar 80% dos adultos com ao menos uma dose (D1) ou dose única (DN) até o fim deste mês está cada vez mais próxima de se confirmar. Atualmente, de acordo com levantamento realizado na terça-feira (10) pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa), todos os 399 municípios paranaenses estão vacinando pessoas com menos de 40 anos. Desses, 320 já baixaram para a casa dos 30 anos (80%) e, dentro desses, 125 já entraram no grupo dos 25 anos – quase um terço do Estado (31%).

Com um total de 6.655.689 aplicações entre D1 (6.347.549) e DN (308.140), o Paraná já alcançou 76,3% da população vacinável, parcela formada por pessoas com mais de 18 anos (8.720.953 paranaenses). Um avanço de 5,3 pontos percentuais em um intervalo de uma semana. O levantamento é do Sistema Único de Saúde (SUS), vinculado ao governo federal – o Ministério da Saúde informou que os adolescentes de 12 a 17 anos serão incluídos na vacinação contra a Covid-19, com prioridade para comorbidades, após a conclusão do envio de ao menos a primeira dose para a população adulta.

“Temos muitas questões importantes para administrar ao mesmo tempo no Estado, como o novo modelo de pedágio e a crise hídrica, mas vencer a pandemia é a nossa prioridade número 1. E só vamos conseguir isso com a vacinação, fazendo com que as vacinas cheguem cada vez mais rápido ao braço dos paranaenses”, afirmou o governador Carlos Massa Ratinho Junior.

A pesquisa da Sesa revelou também que 14 cidades já estão no último ciclo (3,5%), imunizando pessoas com mais de 18 anos com a D1 ou DN – Guaraqueçaba, Adrianópolis, Doutor Ulysses, Tunas do Paraná, Barracão, Bela Vista do Caroba, Bom Jesus do Sul, Flor da Serra do Sul, Santa Izabel do Oeste, Santo Antônio do Sudoeste, Marilena, Santa Cecília do Pavão, Guaíra e Ventania.

Na outra ponta, apenas 79 seguem vacinando na faixa entre 31 e 39 anos, mas com perspectivas de avançar dos 30 anos já nesta semana, com as três remessas enviadas entre sábado (7) e esta quinta-feira (12).

A agilidade na aplicação por parte dos municípios derrubou a média de idade dos vacináveis, atualmente em 27,1 anos no Estado.

“A vacinação dos paranaenses não pode parar no sábado, no domingo, ou à noite. Por isso, as campanhas De Domingo a Domingo e Corujão da Vacinação são iniciativas exemplares”, destacou o secretário de Estado da Saúde, Beto Preto. “Mesmo que seja sábado ou domingo não podemos deixar vacina na geladeira. Queremos vacina no braço dos paranaenses”.

CIDADES – O Paraná é, em números absolutos, o quinto estado que mais vacinou no somatório de todas as doses. Foram, até o momento, 8.936.942 aplicações, atrás apenas de São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro e Rio Grande do Sul. As cidades que mais vacinaram, também em números absolutos, foram Curitiba (1.592.007), Londrina (440.117), Maringá (406.605), Cascavel (252.835), Ponta Grossa (234.196), Foz do Iguaçu (217.184), São José dos Pinhais (315.824) e Colombo (163.997).

Já em relação à proporcionalidade do número de habitantes, os destaques são Pontal do Paraná (84,20%), Floresta (82,70%), Maringá (81,17%), Arapongas (78,91%), Nova Santa Bárbara (76,87%) e Esperança Nova (76,65%) na primeira dose; e Pontal do Paraná (37,24%), São Manoel do Paraná (35,32%), Kaloré (34,64%), Bom Jesus do Sul (34,09%), Floraí (33,76%) e Santo Antônio do Caiuá (32,27%) na segunda dose.

Confira o levantamento completo AQUI. O levantamento foi realizado na terça-feira.