Rio de Janeiro – O UFC 224 marcará amanhã o adeus de uma das maiores lendas do MMA brasileiro. Longe do seu auge, Vítor Belfort se prepara para se despedir do octógono quando enfrentar Lyoto Machida, na Arena Olímpica do Rio, no Rio de Janeiro.

Agora com 41 anos de idade e mais de 21 anos de carreira, Belfort estava preparado para se despedir do evento em janeiro, quando enfrentaria Uriah Hall em St. Louis (EUA). A saída do jamaicano do card após passar mal antes da pesagem abriu a possibilidade para que o “Fenômeno” fizesse seu adeus dentro de casa, no Rio de Janeiro. “Em relação ao que aconteceu está melhor. Fico muito feliz por voltar para casa, onde meu sonho começou”.

Belfort estreou ainda um garoto no UFC. Aos 19 anos, surpreendeu o mundo da luta com seus golpes rápidos e nocauteou Scott Ferrozzo para se tornar o mais jovem a vencer o torneio dos pesados do Ultimate. “Minha primeira vitória no UFC marcou a história. Ninguém conseguiu repetir esse feito ainda”.

Ex-dono do cinturão dos meio-pesados, Belfort teve como a última chance de glória o duelo contra Chris Weidman, há quase três anos, pelos médios. Ali, contudo, o Fenômeno já dava indícios de que o fim de sua carreira estava próximo: nocauteado em apenas 2min53s de luta. Mesmo com vitória sobre o veterano Dan Henderson na sequência, os nocautes sofridos para Ronaldo Jacaré, Gegard Mousasi e Kelvin Gastelum deixaram o brasileiro cada vez mais longe do cinturão.

O UFC 224

Vítor Belfort e Lyoto Machida farão a primeira luta do card principal do UFC 224 na noite deste sábado. O combate principal será entre a baiana Amanda Nunes e a estadunidense Raquel Pennington, valendo o cinturão dos galos feminino. Antes do combate feminino, Ronaldo Jacaré e Kelvin Gastelum lutarão pela chance de disputar o cinturão dos médios.