Toledo – Dois novos projetos foram hospedados no Hotel Tecnológico da UTFPR (Universidade Tecnológica Federal do Paraná) – Câmpus Toledo. A instalação representa a oportunidade de direcionamento e aperfeiçoamento das propostas, no que se refere à gestão e à execução dos negócios. A ideia é que em pouco tempo o projeto se torne sustentável e prove no mercado sua viabilidade.

Os empreendedores que assinaram os contratos de pré-incubação foram selecionados por uma banca de especialistas dentre nove projetos inscritos na chamada pública.

A avaliação das propostas foi promovida pela consultora do Sebrae Elisângela Saggin, pelo NEO (Núcleo de Empregabilidade e Oportunidades) da PUC (Pontifícia Universidade Católica) e por docentes da UTFPR de Toledo.

A coordenadora do Hotel Tecnológico do Câmpus Toledo, Tatiana Pereira Tonet, parabenizou as iniciativas e a estrutura dos projetos apresentados e destacou que “todas as propostas de negócio apresentadas para a banca demonstraram um alto grau de amadurecimento empreendedor”.

A proposta elaborada pelos acadêmicos do curso de Engenharia Eletrônica da Instituição Fernando Cezar Cardoso e Luis Mateus Galant Castanha, denominada “ETECH O3”, foi a que recebeu a melhor avaliação da banca. O objetivo da empresa é o de desenvolver ozonizadores e estações compactas para tratamento de água e efluentes baseadas em Ozônio, tendo em vista que tratamento à base dessa substância é poderoso e gera apenas o oxigênio como resíduo.

Os projetos

“A expectativa é a de que o Hotel Tecnológico nos apoie no desenvolvimento do produto que nos empenharemos em desenvolver e na sua inserção no mercado. Acreditamos que essa contribuição seja fundamental, pois temos consciência de que apenas o conhecimento técnico não é suficiente para consolidar a ideia”, explica Fernando.

Plus Food

O projeto “Plus Food”, também selecionado pela banca, foi desenvolvido pelo acadêmico de Tecnologia em Sistemas para Internet da UTFPR Uesley Souza Silva, pelos bacharéis em Ciências Contábeis Michael Felipe Albertoni e Kleberson Scheffer dos Santos e pelo bacharel em Sistemas de Informação Maykon Douglas de Oliveira. “Sentimo-nos motivados com a oportunidade de pré-incubação conquistada no Hotel Tecnológico. Estamos convencidos de que essa mentoria será extremamente importante para traçarmos e atingirmos os nossos objetivos, visando construir uma empresa competitiva no mercado de tecnologia”, destaca Uesley.

A Hospedagem

Durante a estada no Hotel Tecnológico, os empreendedores desenvolverão as bases de seus projetos por um período de até dois anos. As equipes receberão consultorias nas áreas financeira, jurídica e de marketing e orientadas para a elaboração de um plano de negócios para estruturar suas futuras empresas. Também poderão receber uma bolsa da agência de inovação para investimento e concretização de seus negócios.