BRASÍLIA — Em mais um encontro com empresários, o presidente interino Michel Temer foi à Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília, nesta sexta-feira. Temer ouviu demandas de mais de 150 executivos e comprometeu-se a “estudar” medidas propostas.

De acordo com a presidente do BNDES, Maria Silvia Bastos Marques, Temer disse que “desta vez o governo quer ouvir”, enquanto geralmente “só fala”. Ao lado também dos ministros Gilberto Kassab (Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações) e Mendonça Filho (Educação), Temer recebeu pedidos para aumentar financiamentos à inovação e fortalecer pequenas e médias empresas.

Um dia depois da renúncia do correligionário Eduardo Cunha (PMDB-RJ) à presidência da Câmara, o presidente interino não falou à imprensa, e a reunião, que durou mais de três horas, foi fechada.

Com quase dois meses de interinidade, o presidente ainda não foi a eventos com presença de populares. Na primeira viagem oficial, ao Rio, visitou o Parque Olímpico. Na semana passada, Temer já havia recebido 500 empresários no Planalto e inaugurado uma fábrica de celulose no Paraná. Segunda-feira passada, foi ao Global Agribusiness Forum, em São Paulo.