A implantação dos corredores exclusivos para os ônibus do transporte público na Avenida Tancredo Neves, em Cascavel, pôs fim aos retornos. Para a conversão à esquerda, será preciso fazer os criticados loopings de quadra.

Mas especificamente na Tancredo haverá uma exceção. Isso porque nas proximidades da Rua Mylla, um pouco depois do Hospital Universitário para quem segue para o Centro, será diferente: haverá quatro faixas em ambos os sentidos da via e será possível fazer o retorno na própria avenida (veja o mapa). Segundo a Cettrans (Companhia de Engenharia de Transporte e Trânsito), isso aconteceu devido à ausência de ruas paralelas próximas.

O trecho necessitará de remanejamento dos postes, pois a via será alargada à direita. Os demais trechos terão o funcionamento semelhante ao das Avenidas Brasil e Barão do Rio Branco.

 

 

Assim será o sistema de conversão nas proximidades da Rua Mylla (Arte: Silvio Matos)

Com a São Paulo

No cruzamento da Tancredo Neves com a Rua São Paulo também foi projetado um acesso para conversão à esquerda, mas nesse casso ficou restrito aos ônibus do transporte público. Os demais veículos deverão realizar o looping de quadra.

No prazo

As obras da Avenida Tancredo Neves estão dentro do prazo. Agora o Consórcio Ecec-Diarc executa capa asfáltica definitiva, iluminação, conclusão de ciclovia e abertura de ruas.

Conforme a medição mais recente, 55% dos trabalhos estão concluídos e a entrega será em novembro. Estão sendo investidos R$ 12,8 milhões.

As obras fazem parte do PDI (Plano de Desenvolvimento Integrado) de Cascavel e recebe recursos do BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento) com contrapartida do Município.