Lidar com sentimentos não é algo fácil em nenhuma fase da vida. Pesquisas mostram que nos primeiros anos é preciso proporcionar a sensação de segurança e de proteção às crianças. Existe uma ideia de “apego seguro”, que prega que, quando as crianças se sentem seguras, vão se tornar mais independentes e corajosas no futuro. Porém, mais tarde, conforme as crianças vão crescendo, os pais precisam começar a se afastar. Ir substituindo a proteção por oportunidades para que a criança “falhe” e para que passe por tarefas desafiadoras e nem sempre consiga realizá-las.

Estas são ideias de alguns especialistas no assunto, que nos mostram que ao invés de apenas encorajar a vencer sempre, também é importante ensinar que perder e fracassar faz parte. Os sentimentos bons são mais fáceis de absorver, pois são sempre esperados, são os sentimentos ruins que devem ser principalmente trabalhados, pois existem e precisam ser aceitos e compreendidos como parte da vida.

Pensando nisso a professora Suelen e seus alunos da turma do semi-integral, estão desenvolvendo e aprofundando seus conhecimentos sobre "os sentimentos." E o mais importante: como controlar e entender cada um deles. Para iniciar o projeto, os alunos foram sorteados com um livro que descrevia cada sentimento que no dia a dia identificamos em nós e nas demais pessoas. Assim, cada aluno, após ler sua história e conversar sobre o assunto com seus colegas, ilustrou numa garrafa pet, usando sua criatividade, de acordo com a história de seu livro. Para finalizar a atividade os alunos puderam brincar de boliche de sentimentos utilizando as garrafas que confeccionaram.

A escola tem um papel importante neste processo de absorção e compreensão dos sentimentos. É um desafio para os pais quanto para os educadores lidar com a questão dos ambientes diferentes nos quais a criança vive diariamente. Para as crianças também é complicado, pois elas passam bastante tempo na escola, que é um ambiente, depois vão para casa, que é um local completamente diferente. Por isso, pais e professores precisam buscar saber o que se passa sempre nos dois locais, tendo em mente que não é possível controlar o que acontece em um lugar que não é o seu, mas que, ainda assim, pais e professores precisam trabalhar juntos.

Arte

No Colégio Santa Maria, os alunos dos 1ºs anos "B" e "C", das professoras Jennifer e Silvia, realizaram juntos a aula de Arte que teve como assunto principal: “o nosso corpo”. As professoras colaboravam na reflexão, pois, com o nosso corpo, além de ocuparmos um lugar no espaço, podemos nos movimentar, expressar sentimentos, produzir sons e formas. Nesta aula os alunos observaram obras artísticas e com muita diversão realizaram brincadeiras como: esticar, encolher, deixar o corpo todo mole. E finalizaram a dinâmica, criando uma figura, utilizando barbante e explorando o corpo em diferentes posições.