Qualidade de vida: Usina de Itaipu duplica investimentos no oeste

Do total investido ano passado, o mais expressivo se refere ao início das obras da Ponte da Integração Brasil-Paraguai, que ligará Foz do Iguaçu a Presidente Franco.

Foz do Iguaçu – A margem brasileira da usina de Itaipu duplicou os investimentos no desenvolvimento social, econômico, turístico e cultural da região oeste do Paraná em 2019. O crescimento foi de 143,3%. Em 2018, os recursos aplicados nessas áreas pela usina somaram R$ 103,7 milhões; em 2019, o valor passou para R$ 252,4 milhões, com impacto direto na qualidade de vida e na geração de emprego e renda para milhares de pessoas.

Do total investido ano passado, o mais expressivo se refere ao início das obras da Ponte da Integração Brasil-Paraguai, que ligará Foz do Iguaçu a Presidente Franco. Os recursos de Itaipu somaram R$ 66,3 milhões, o equivalente a 14% do total previsto para as obras da ponte e da Perimetral Leste (R$ 462,9 milhões). A região do Porto Meira, onde a ponte está em construção, transformou-se em um gigantesco canteiro de obras.

A Itaipu também investiu ano passado cerca de R$ 21,5 milhões em infraestrutura aeroportuária, principalmente em obras no Aeroporto Internacional de Foz do Iguaçu. Em 2018, a usina havia aplicado R$ 3 milhões nesse setor. Dentre os projetos em andamento, estão a ampliação da pista de pousos e decolagens, que vai possibilitar a operação de aeronaves maiores, e a duplicação da via de acesso ao terminal. São obras que vão impulsionar o turismo, vocação natural da região.

Os gastos no apoio à implantação da Coleta Solidária aumentaram de R$ 3,2 milhões, em 2018, para R$ 15,8 milhões, no ano passado. A implantação de moradias populares passou de R$ 25,5 mil em 2018 para R$ 5 milhões.

O projeto de canoagem Meninos do Lago, voltado para alunos de 5 a 16 anos de idade, elevou o número de vagas de 100 para 600. A iniciativa é desenvolvida pelo Imel (Instituto Meninos do Lago) com apoio da Itaipu, da Federação Paranaense de Canoagem e da Prefeitura de Foz do Iguaçu.

A empresa também manteve investimentos no programa Sustentabilidade das Comunidades Indígenas, que atende a cerca de 290 famílias distribuídas em três aldeias da região (Ocoy, em São Miguel do Iguaçu, e Añetete e Itamarã, em Diamante D’Oeste).

Entre as várias ações desenvolvidas, a implantação do Parque Linear Código Bezerra, em Cascavel, teve atenção especial, com recursos de R$ 8,9 milhões; e a revitalização de áreas públicas de lazer do reservatório (como as prainhas) passou de R$ 796,7 mil para R$ 6,5 milhões ano passado.

Outras áreas

Na área da saúde, a Itaipu investiu R$ 34,4 milhões no Hospital Ministro Costa Cavalcanti, em 2019, pouco mais da metade do total de R$ 64,7 milhões que serão investidos na reforma e na ampliação da estrutura física da unidade de saúde, a mais importante de Foz do Iguaçu e região.

Para 2020, a usina anunciou investimentos na construção de um novo hemonúcleo (R$ 4,1 milhões), dobrando a capacidade de atendimento do banco de sangue, e ampliação dos serviços do Centro de Medicina Tropical da Tríplice Fronteira (mais R$ 4 milhões).

 



Fale com a Redação

doze + nove =