Na próxima sexta-feira (17), a OAB Cascavel promove, por meio da Comissão de Métodos Alternativos de Resolução de Conflitos, a primeira edição do “Prêmio Cidadão da Paz”. A iniciativa é um reconhecimento social concedido a pessoas físicas, empresas e entidades que desenvolveram trabalhos pela fraternidade entre grupos sociais, pela abolição ou redução de desigualdades e pela realização e promoção de progressos da paz, visando a evolução individual e coletiva.

Serão premiados dois projetos desenvolvidos em Cascavel em cada uma das seis categorias: Educar, Ser social, Combate à desigualdade, Humano que faz a diferença, Homo Forensis e Viver melhor. Os premiados foram selecionados por um comitê formado por membros da OAB Cascavel e da MediarbBrasil, a Câmara de Mediação Conciliação e Arbitragem. “A ideia surgiu em conversa com o presidente da OAB Cascavel, Jurandir Parzianello. Percebemos que hoje em dia tem tanta gente fazendo coisas boas e existem poucas iniciativas de reconhecimento dessas pessoas. Pensamos que a OAB pode ser essa entidade que reconhece esses trabalhos. Repassamos a ideia para a comissão e surgiram muitos projetos maravilhosos para serem premiados. A partir de agora, nossa intenção é promover a premiação anualmente”, comenta a advogada e presidente da Comissão de Métodos Alternativos de Resolução de Conflitos, Mary Andrea Alves Jurumenha.

Os troféus e certificados serão entregue em uma cerimônia que acontecerá às 15h desta sexta-feira (17), em formato híbrido: presencialmente para os premiados e acompanhantes e com transmissão ao vivo para todos que desejarem acompanhar de forma on-line. “O prêmio não possui natureza política e sim visa, unicamente, conservar a história e a memória das boas práticas de pacificação desenvolvidas pela sociedade do município de Cascavel”, ressalta Mary.

(Assessoria)