O professor José Bolivar Bretas, da cátedra de Direito Processual Penal, do curso de Direito da Universidade Paranaense – Unipar/Cascavel, participou com brilhantismo do Simpósio Nacional em alusão aos 80 anos do Código de Processo Penal (em 4/10), com a temática – Passado, Presente e Futuro do Processo Penal.

O convite veio dos organizadores, professores Leonardo Costa de Paula, presidente do Observatório da Mentalidade Inquisitória, e de Jacinto Nelson de Miranda Coutinho, presidente de honra e fundador da Instituição. O Observatório é uma entidade de pesquisa sem fins lucrativos, que oferece cursos e livros na área do Processo Penal.

Juristas do mais elevado nível intelectual integraram esse Simpósio. Com participação anunciada, listaram-se nomes como Antônio Acir Breda, Carlos Ayres Britto, ex-Ministro do STF, Maria Elizabeth Queijo, Fernando da Costa Tourinho Neto e Juarez Tavares.

A palestra foi on-line, transmitida pelo Youtube. O diretor da Unipar, professor Gelson Luiz Uecker, cedeu a sua sala para transmissão: “A Universidade Paranaense sente-se honrada com tão significativa atuação do professor Bretas, um dos mais antigos de seu qualificado quadro de professores. Parabéns”.

Bretas abordou o tema Nulidades, que é tratado no Código de Processo Penal entre os artigos 563 e 573, dentro de uma visão crítica, na qual destaca a natureza inquisitiva do Processo Penal. Abordado pela nossa reportagem, afirmou que “o nosso processo penal não é nem acusatório, nem sequer misto, é camaleônico, porque, disfarçadamente, a exemplo dos camaleões, adota uma coloração acusatória, sem deixar de ser inquisitivo”.

A mesa do Simpósio foi presidida pela Dra. Dandara Pinho, advogada criminalista e professora universitária na Bahia e pelo palestrante, Dr. Ricardo Jacobsen Gloeckner, advogado e professor de Direito, mestre em ciências penais e doutorando pela Universidade Federal do Paraná.

 

Profissionais da área tecem elogios ao docente

“Que palestra sensacional. Mais uma vez muito coerente e precisa toda a fala do professor Bretas. Sinto muito orgulho de ser por ele considerado amigo e filho espiritual. Fico muito agradecido a ele por nos brindar com todo o seu conhecimento. O meu abraço fraternal a ele” (Felipe Velozo, advogado criminal em Cascavel e ex-aluno da Unipar).

“O professor Bretas não me surpreendeu. Ele é um dedicado profissional, um grande mestre e um amigo muito querido. Quando, na minha atividade de advogado, encontro alguma dificuldade ele é um dos mestres que procuro” (Felipe Anastácio da Silva, ex-aluno da Unipar e advogado em Toledo).

“A participação do Dr. Bretas foi um privilégio de se acompanhar. Ninguém mais apropriado para compor um evento sobre o passado, presente e futuro do Processo Penal do que alguém que esteve, está, e estará presente, em atividade, em todas essas fases. Sua participação carregou o peso de mais de 50 anos dedicados à advocacia na área criminal, e isso é imensurável. É uma honra tê-lo como um verdadeiro mentor e pai espiritual. Tenho a certeza de que sua palestra enriqueceu, em conhecimento, a todas as pessoas que acompanhavam o evento” (Gelson Luiz Uecker Filho, advogado criminal em Cascavel e ex-aluno da Unipar).

“Foi com muita alegria que recebi a notícia da participação do professor no Simpósio, ao lado de grandes juristas brasileiros. Trata-se da comprovação e reconhecimento nacional, tanto como docente, como (e sobretudo) advogado. O professor é exemplo de profissional e ser humano, e sua fala no evento demonstrou que se trata de um grande jurista que, de Assis Chateaubriand, no interior do Paraná, fez-se reconhecido por todo o Brasil; e junto com ele, foi a Unipar, casa que o acolhe por décadas! Viva o professor Bretas” (Márcio Berti, advogado e professor da Unipar em Cascavel).

“Tivemos a belíssima e emocionante fala do professor José Bolivar Bretas, que como gigante que também é, estava entre os renomados juristas. Sua reflexão foi muito elogiada. Para mim, enquanto ex-aluno do professor e egresso da Unipar, acompanhar e assistir a sua participação em tal grandioso evento foi motivo de muita alegria e satisfação, pois pude também reviver os tempos de acadêmico e viajar na memória, lembrando as belíssimas aulas que tínhamos” (Luiz Fernando de Vicente Stoinski, advogado criminal e mestrando em Direito).

 

NOTA FOTO ARTE VESTIBULAR

 

VESTIBULAR TOP 50 Para 2022, a Universidade Paranaense oferece mais de 90 opções de cursos de graduação, entre as modalidades presencial, semipresencial e EAD. Só no presencial são 22 possibilidades, em Cascavel. Confira: Administração, Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Arquitetura e Urbanismo, Biomedicina, Ciência de Dados, Ciências Contábeis, Construção de Edifícios, Direito, Enfermagem, Engenharia Agronômica, Engenharia Civil, Engenharia de Produção, Engenharia Elétrica, Engenharia Mecânica, Estética e Cosmética, Farmácia, Fisioterapia, Gestão da Tecnologia da Informação, Gestão de Marketing Digital, Odontologia, Psicologia, e Sistemas para Internet.