COTIDIANO

Prefeitura de Foz inicia segunda etapa do Programa de Castração de cães e gatos

18 de abril de 2022 às 13:05
Publicidade

 

A Prefeitura de Foz do Iguaçu, através da Diretoria de Bem Estar Animal (DIBA), está dando sequência ao programa de castração gratuita de cães e gatos. A novidade desta vez é que as cirurgias serão feitas na Unidade Móvel de Esterilização e Educação em Saúde, conhecida como Castramóvel.

A segunda etapa do programa começa no dia 30 de abril (sábado) no Centro Escola Bairro Francisco Bubas, no Porto Meira, onde serão castrados 30 animais, entre cães e gatos machos, previamente cadastrados. Ao todo, 388 animais passarão por cirurgias, em 13 datas distintas, em todas as regiões da cidade.

Enquanto os animais estiverem no processo de castração, seus tutores passarão por atividades educativas sobre guarda responsável, bem-estar animal e prevenção a zoonoses. As cirurgias serão realizadas por médicos veterinários da clínica PetBrazil, vencedora do certame licitatório.

“As cirurgias acontecerão no Castramóvel e, por isso, conseguiremos percorrer diversas regiões da cidade, ficando mais próximos da comunidade. As ações acontecerão em escolas e centros de convivência, sempre nos finais de semana, facilitando o acesso do morador”, explica a diretora de Bem Estar Animal, Keila Rodrigues Lopes.

A clínica PetBrazil está responsável pelo contato telefônico com os tutores devidamente cadastrados, tendo como prioridade as pessoas de baixa renda que possuam o Número de Identificação Social (NIS), protetores independentes e entidades de proteção animal (ONGs).

Esterilização

Conforme explicou o médico veterinário e responsável técnico pelo programa, Carlos Eduardo de Santi, para serem submetidos à cirurgia, os animais devem ter no mínimo 5 meses e no máximo 7 anos de idade, com peso máximo de 6 kg, no caso dos gatos, e 15 kg, nos cães.

“No dia da cirurgia os animais passarão por uma avaliação clínica e, estando em condições orgânicas adequadas, passarão pelo procedimento cirúrgico, que dura em média 30 minutos. É um procedimento rápido, mas que demanda anestesia, por isso o animal será liberado somente após o efeito da medicação”, disse. A castração exige que o animal seja devidamente preparado com antecedência, incluindo jejum hídrico (8 horas) e alimentar (12 horas), indispensáveis para a segurança do procedimento que envolve anestesia geral.

Mais castrações

Além das operações no Castramóvel, a Prefeitura de Foz do Iguaçu está credenciando clínicas e hospitais veterinários para a prestação do serviço a 2.500 animais. O Governo do Estado também possui o Programa Permanente de Esterilização de Cães e Gatos (CastraPet Paraná), que deve atender mais 1.100 animais em Foz do Iguaçu nos próximos meses, totalizando 3.600 procedimentos.

Na primeira etapa, foram ofertadas 341 castrações para cachorras e gatas fêmeas. A castração é uma política pública de controle populacional de cães e gatos e prevenção de zoonoses.

Assessoria

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE