COTIDIANO

Ponchos quentinhos são entregues a pessoas em situação de rua e seus cachorrinhos em Cascavel

01 de junho de 2022 às 11:14
Publicidade

Uma ideia simples e que já está fazendo a diferença na vida de muitas pessoas em Cascavel. O Provopar (Programa de Voluntariado Paranaense) produziu ponchos para aquecer as pessoas em situação de vulnerabilidade social no município e ontem (31) houve a primeira entrega das peças, que fazem parte do projeto Poncho Solidário – Não Esqueça, Aqueça. Uma prova que em Cascavel ninguém fica para trás.

Os moradores de rua acolhidos no Centro Amor, no Ginásio do Creas, receberam as peças, que servem tanto como roupa, como uma cobertinha.
E não foram só eles, os seus cachorrinhos também ganharam os ponchos. Em pouco tempo, o ginásio ficou repleto de cãezinhos vestidos com as peças, deixando para trás qualquer resquício do frio.

Os ponchos foram produzidos por alunas da Oficina de Corte e Costura do Provopar e voluntárias. Os tecidos são de fibra, fruto de reaproveitamento, e foram doados por empresários da cidade. Ao todo, 60 peças já foram costuradas, mas a produção não para.

O objetivo é oferecer uma roupa quentinha que pode ser facilmente carregada pela cidade, evitando até mesmo que os cobertores fiquem espalhados pelas ruas, principalmente para aquele que não aceitam acolhimento e preferem ficar nas ruas.

COMO AJUDAR?
Por conta das baixas temperaturas que chegaram mais cedo este ano em Cascavel, o Provopar tem registrado aumento de 70% em pessoas procurando por roupas para se aquecer.

Por isso, os cascavelenses que quiserem ajudar ao próximo com uma doação, basta levar no espaço que fica na Rua Martin Afonso de Souza, 550, no Pacaembu. O telefone para contato é o (45) 3902-1422. As pessoas podem ajudar doando cobertores e roupas de frio.

Além disso, o Provopar tem pontos de doações. Um deles fica no saguão da Prefeitura e o outro no piso L1, do Shopping JL, ao lado da livraria.

ACOLHIMENTO
É importante ressaltar que o município oferece acolhimento a pessoas em situação de rua, porém, as pessoas precisam aceitar o serviço, o que em alguns casos não acontece.

O município conta com a Casa Pop e o Albergue Noturno, que possuem 50 vagas cada um, todos os dias, para prestar o acolhimento às pessoas em situação de vulnerabilidade social. Nos locais, eles recebem toda assistência da equipe, alimentação, roupas quentes, cobertas e um local quentinho para dormir e driblar o frio. Além disso, está aberto o Ginásio do Creas para abrigar até 50 pessoas por noite.

O cidadão cascavelense que encontrar uma pessoa em situação de vulnerabilidade, passando frio, também pode ajudar neste trabalho. O caminho é acionar a equipe de Abordagem Social, por meio do telefone (45) 98431-6376. Os servidores vão até o local e encaminham a pessoa ao Centro Pop, onde há um atendimento técnico, alimentação, higiene e depois o atendido é enviado a uma das casas de acolhimento da cidade.

Secom

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE