Serão julgados hoje acusados de homicídio simples dois policiais militares envolvidos em um confronto em 2014 que resultou em uma pessoa morta e duas presas em flagrante. Os dois policiais militares permanecem em atuação no 6º BPM (Batalhão de Polícia Militar).

O homem morto em confronto foi Jaime Paulo da Silva. O crime aconteceu em uma fazenda particular localizada às margens da PR-180, no Distrito de Rio do Salto, no dia 16 de abril de 2014.

Segundo a denúncia da 16ª Promotoria Pública, os policiais Emerson Coelho e Conrado Nogueira tiveram a intenção de matar: Emerson portava uma metralhadora MT 40 calibre .40 e Conrado uma pistola. “Foi um caso de cumprimento de mandado de prisão, no qual fomos recebidos a tiros. Um dos acusados acabou morto e os outros dois nós prendemos em flagrante”, conta o policial militar Emerson Coelho. “Foi instaurada uma investigação pelo Gaeco, por meio de denúncias anônimas de que teria sido um homicídio e não um confronto, e acabaram nos indiciando”, acrescenta.

Um inquérito policial militar foi aberto na época, como sempre é feito em casos de confronto, e arquivado pela PM por não considerar culpabilidade dos policiais e entender que os dois estavam no exercício da função.

O julgamento será realizado no Fórum de Cascavel a partir das 13h desta terça-feira.