São Paulo – Ainda na zona de rebaixamento do Brasileirão, o Paraná Clube tenta se aproveitar do momento vulnerável do Palmeiras para triunfar no duelo deste domingo, às 11h, no Allianz Parque, pela 16ª rodada.

O Verdão demitiu Roger Machado na quarta-feira e hoje será comandado interinamente por Wesley Carvalho, antes da chegada de Felipão. Em campo, o zagueiro Edu Dracena e o volante Felipe Melo, suspenso, e o lateral Marcos Rocha, lesionado, são desfalques para a defesa. Além disso, alguns jogadores podem ser poupados para iniciar as quartas de final da Copa do Brasil na quarta-feira contra o Bahia, em Salvador.

Já o Paraná Clube conta com o retornos do atacante Carlos, que não atuou diante do Atlético-MG por força de contrato, e o zagueiro Rayan, que estava com problemas musculares. Com isso, o técnico Rogério Micale pode escalar o que tem de melhor nesta manhã.

Reforços?

Após confirmar Felipão como treinador até 2020, no lugar de Roger Machado, demitido na quarta-feira, a movimentação no Palmeiras agora é para reforçar ainda mais o inchado elenco alviverde. Os nomes sondados, entretanto, não são “peixes pequenos” para fazer número no plantel. Prioridade desde a saída de Yerri Mina, a vaga de zagueiro tem Miranda, da Inter de Milão e da seleção brasileira, como alvo número 1. Já para o ataque o clube mantém conversas com Jonas, autor de 38 gols pelo Benfica na última temporada (foi o nono goleador do mundo). Outro sondado para o ataque é Bernard, o menino com “alegria nas pernas”.