Toledo – Fazer do oeste do Paraná um polo emergente na área moveleira, a exemplo do que já existe e com sucesso em algumas regiões brasileiras. Esse o objetivo de um projeto que ganha impulso a partir da aproximação de núcleos setoriais moveleiros de associações comerciais de Toledo, Cascavel, Medianeira e Marechal Cândido Rondon.

Empresários do segmento já se reúnem para a elaboração do planejamento estratégico da Rede Moveleira do Oeste, a quem caberá centralizar ações e estratégias para os saltos de desenvolvimento e de projeção que as empresas esperam alcançar nos próximos anos. A expectativa dos integrantes é mirar o que já ocorre, por exemplo, em Arapongas, no norte do Estado. Lá ocorre uma das maiores e mais importantes feiras moveleiras do Brasil, que é o reflexo da força, da pujança e do dinamismo do setor naquele município e no seu entorno.

A união dos núcleos tem como promotores o Programa Oeste em Desenvolvimento, que reúne as principais forças organizadas da região, e as Redes de Cooperação Empresariais. A operação prática é desenvolvida pelo Sebrae com apoio da Acit, de Toledo, da Acic, de Cascavel, da Acimacar, de Marechal Cândido Rondon, da Acime de Medianeira, com o envolvimento também do Sindmadeira e do Senai. Um dos consensos dos empresários envolvidos no projeto é de que a região tem grande potencial e, com a união e a participação de todos será possível fazer do sonho do polo moveleiro uma realidade em pouco tempo.