O choro e outros sinais não verbais podem expressar algo preocupante na vida de uma criança ou adolescente. E foi com o intuito principalmente de sensibilizar a sociedade para que o enfrentamento da violência e da violação de direitos dos menores que uma campanha foi criada pela Secretaria da Família e Desenvolvimento Social.

O Slogan "não dá para engolir esse choro" está presente em materiais como cartazes, vídeos e cartilhas que trazem informações para atingir os mais diferentes públicos. O lançamento da campanha coincide com a proximidade do Dia Nacional de Enfrentamento ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes, lembrado em 18 de maio.

“Cada município tem uma autonomia para atuar por meio da campanha, seja com a entrega de materiais, palestras e principalmente com atividades em escolas como já ocorrem. Além disso, a imprensa terá apoio fundamental”, destaca a chefe do escritório regional da Secretaria da Família e Desenvolvimento Social, Lizmari Fontana.

A intenção é de que durante este mês a campanha ganhe reforço em todas as cidades para que as vítimas possam se manifestar e buscar ajuda quando enfrentar uma situação de risco. Os materiais já chegaram à Secretaria de Assistência Social de Cascavel e a expectativa é de que um trabalho em conjunto com outras secretarias seja organizado.

Ações incentivadoras

“A Secretaria de Assistência Social entende a importância da campanha desenvolvida pelo Governo do Estado e trabalhará no intuito de ajudar na divulgação deste material e também, em conjunto com as demais políticas públicas irá promover ações para incentivar as denúncias de abuso contra crianças e adolescentes”, afirma o secretário de Assistência Social, Hudson Moreschi Junior. O CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente) de Cascavel também já manifestou apoio à divulgação da campanha.