Brasília – O Ministério Público protocolou uma representação no TCU (Tribunal de Contas da União) para pedir que a corte acompanhe com lupa o plano de transferência de R$ 400 bilhões do Banco Central para o Tesouro Nacional.

Há cerca de dez dias, como informou o “Valor”, Roberto Campos Neto fez uma consulta aos ministros do TCU sobre a possibilidade de enviar o dinheiro, fruto de lucros do BC, ao Tesouro Nacional.

Contudo, o procurador Lucas Furtado expôs seu temor na representação encaminhada ontem ao TCU ao afirmar que “o governo não vem medindo esforços para ganhar notoriedade em busca de dividendos eleitorais”.

“Ante o exposto, este representante do Ministério Público requer […] que esta corte de Contas […] adote todas as providências necessárias a permitir ao relator acompanhar ‘pari passu’ as ações relacionadas à dita operação, de modo a garantir que esses recursos não proporcionem nova ‘pedalada fiscal’”.