2016_904339896-2016_904163370-201604200827499138_AP.jpg_20160420.jpg_2016042.jpg RIO- Especialistas em segurança alertam para um malware que já infectou mais de 10 milhões de smartphones Android em todo mundo. O software gera cliques falsos e abre brecha para invasão de vírus, além de instalar aplicativos falsos e introduzir publicidade infectada nos aparelhos. malware

De acordo com as empresas Checkpoint e Lookout, o malware rende cerca de US$ 300 mil (R$1 milhão) mensais aos seus criadores. Os principais países atingidos são China, Índia, Filipinas e Indonésia.

“Ele pode permanecer mesmo se o usuário executar um reset de fábrica. Ele instala aplicativos adicionais no dispositivo, aumentando a receita de anúncios para seus autores e derrotando tentativas de desinstalação”, explicou Kristy Edwards da empresa Lookout.

Segundo as empresas, o malware que está disseminado seria do tipo conhecido como “Hummingbad”, que facilita acesso remoto aos telefones, possibilitando cliques deliberados em anúncios publicitários.

O malware aproveita brechas de sistemas operacionais mais antigos do Android. Em nota, o Google, fabricante do smartphone, afirmou que está consciente da disseminação do software e está aprimorando os sistemas para detectá-lo. A empresa informou ainda que bloqueia ativamente a instalação de aplicativos infectados a fim de manter seguras as informações dos usuários.