Moradores da comunidade de Rio do Salto, em Cascavel, denunciam uma grave situação que virou caso de polícia. Desde a semana passada animais de estimação são encontrados mortos, com sinais de envenenamento, em vários pontos do distrito. Segundo os denunciantes, mais de 20 cachorros morreram nos últimos dez dias.

Na tarde de ontem, Roseli Aparecida Aquino foi surpreendida quando chegou em casa e viu sua cadelinha, companheira de quatro anos, morta no quintal. A moradora, que saiu para ir a um velório, nunca imaginou que algo assim pudesse lhe acontecer: “Ela ia me esperar todo dia no trabalho, sempre estava comigo em qualquer lugar que eu fosse. Não é justo uma pessoa fazer esse tipo de maldade”, diz.

A pequena vira-lata foi resgatada ainda filhote ao ser abandonada na rodovia e, graças a um gesto de solidariedade de Roseli, encontrou um lar.

O cachorro de Michelli Cristina de Lima também está nessa estatística. Ela conta que na noite de domingo (29) o pinscher de cor preta começou a passar mal, vomitou, começou a se contorcer e logo em seguida morreu. “Moro na Rua das Flores e nunca vi isso por aqui. Eu estava acostumada com meu bichinho e o que mais revolta é que eles não têm nenhuma defesa diante desses criminosos. Estão na mira de covardes”, denuncia.

Os moradores contam que frequentemente pessoas de outros distritos ou até mesmo da cidade abandonam animais recém-nascidos perto da estrada que dá acesso à comunidade de Rio do Salto. Isso, segundo Michelli, pode ser o motivo dos envenenamentos, já que a quantidade de cachorros perambulando pela via principal do distrito é grande.

Boletim de ocorrência

A presidente da Associação de Moradores de Cascavel, Francieli Fausto, diz que, diante do problema, solicitou a presença da Secretaria de Meio Ambiente no local e orientou os moradores a registrarem boletim de ocorrência. “A maioria dos casos aconteceu na região da praça e da igreja. Já temos um suspeito, porém, acionamos a polícia e [a secretaria] de Meio Ambiente, que devem ir para lá”, diz Francieli.

O que diz a prefeitura

Procurada, a Prefeitura de Cascavel informou que casos de envenenamento de animais são de responsabilidade da polícia, “pois é da alçada deles as investigações”.

A Secretaria de Comunicação não confirmou a visita do secretário de Meio Ambiente, Romulo Quintino, ao distrito.