MÃE E FILHA MORTAS: Perícia confirma autoria de carta com confissão do crime

No papel, ele confessa as mortes e afirma que tentaria suicídio.   Leia Mais

O exame grafotécnico realizado na carta deixada no imóvel onde os corpos de Silvia Caroline França e Ana Lis França foram encontrados no dia 11 de setembro confirmou que ela foi escrita por Halif Ferreira de Lima, companheiro de Silvia e apontado como autor do duplo assassinato.

No papel, ele confessa as mortes e afirma que tentaria suicídio.

Halif havia negado a autoria do texto durante interrogatório da polícia.

Para a defesa de Halif, a confirmação nada muda sobre sua tese. O advogado Ismael Kalil deve protocolar em Curitiba o pedido para realização do exame de sanidade mental, que foi negado pela Justiça de Cascavel. O acusado continua preso na Cadeia Pública de Toledo.

A denúncia contra Halif já foi aceita pela Justiça. A acusação da Promotoria é de dois feminicídios com sete qualificadoras.

 

O crime

O crime aconteceu provavelmente no dia 8 de setembro, mas os corpos só foram encontrados no dia 11 na casa onde elas moravam, na Avenida Carlos Gomes, Bairro Parque São Paulo, em Cascavel.

Halif ficou na casa com os corpos por pelo menos dois dias após o crime, e inclusive tomou banho no banheiro do lado do corpo de Silvia, que foi encontrado no chão do banheiro.

Ele foi preso na casa da mãe logo após os corpos serem encontrados.



Fale com a Redação

1 + 12 =