Cascavel: Durante todo o dia de hoje, a agência do trabalhador de Cascavel  estará com uma ação especial voltada aos trabalhadores com alguma deficiência. O atendimento começou às 8h, fechou às 11h para intervalo  e reabre as 13h30. O atendimento aos trabalhadores seguirá até as 16h.

“ Precisamos que eles estejam no mercado de trabalho e as pessoas da nossa cidade precisam estar trabalhando, tendo qualidade de vida, e se a gente estiver juntos, buscando cumprir e enfrentar as dificuldades, nós teremos uma cidade mais humanizada. A mensagem que a gente vem trazer é de que  não estamos na prefeitura apenas para cumpri lei, mas para proporcionar melhor dia de vida para as pessoas que moram ou chegam na nossa cidade”, disse o prefeito Leonaldo Paranhos, que acompanhou os primeiros atendimentos.

 

Dezoito empresas com 106 vagas voltadas a trabalhadores com deficiência participam deste “Dia D” de inclusão para pessoas com deficiência no mercado de trabalho. Marlene Crivelari, gerente da Agência do Trabalhador em Cascavel, disse que a importância desta ação está na inclusão. “Temos que agradecer nossos empresários que cada dia abrem mais vagas para pessoas com deficiência e esta é a nossa logística junto aos empregados e os candidatos para serem inseridos no mercado de trabalho mais rápido possível”, destacou.

 

O atendimento hoje na Agência será exclusivo para pessoas com deficência.  Anderson Lis  Correia da Silva, procurador do trabalho, falou que eventos como este promovem a inclusão de pessoas com deficiência. “Precisamos fazer cumprir a lei de cotas entre as empresas com mais de 100 empregados, que tem a obrigação de ter em seus quadros de  2 a 5% de pessoas com deficiência. Precisamos tê-las trabalhando, conferindo a elas dignidade e produtividade. Nós convocamos os trabalhadores que procurem a agência. Estamos fazendo a nossa parte, agora precisamos que eles demonstrem interesse e procurem aqui as vagas existentes”, disse

 

Direito

O vice presidente do Conselho Municipal da pessoa com deficiência,  Antônio Carlos Koslowski enfatizou que as pessoas com deficiência têm direito ao trabalho.”E estas ações  proporcionam esta  possibilidade”, acrescentou.

Possibilidade que o Unilson Müller, recém chegado do Paraguai, está buscando em cascavel. Formado em Agronomia, demonstrou confiança em  sair da agência empregado. “É uma oportunidade  importante para a gente conseguir um trabalho. Todos nós temos condições de trabalhar independente da condição física”, frisou.

Roberto Carlos dos  Santos, ajudante geral, estava confiante. “Eu sei que vou sair daqui com uma vaga de trabalho garantida, tenho muita fé de que vou conseguir”.

Secom