Foz do Iguaçu é destaque estadual com prêmios e menções pela qualificação em gestão pública. A oferta de cursos de capacitação profissional e abertura de microcrédito pelo Banco do Empreendedor estão entre os programas reconhecidos pelo Sindicato de Auditores Fiscais e pela Fomento Paraná. A prefeitura também recebeu o selo do Sesi ODS (Objetivos de Desenvolvimento Sustentável) na categoria poder público.

O município é referência em diversas áreas como a educação, meio ambiente, saúde e habitação, lembra o prefeito Chico Brasileiro. “Esses prêmios, notadamente, reconhecem o empenho de todos de Foz do Iguaçu na criação de empregos e no provimento de créditos no momento de enfrentamento da pandemia, que deixou a economia fragilizada”, disse.

O Prêmio Gestor Público Paraná indicou o programa de cursos técnicos da prefeitura de Foz do Iguaçu entre os melhores entre 170 projetos selecionados pelo sindicato de auditores. Os cursos são ofertados pelo Senac e Senai receberam o aporte de R$ 1,2 milhão da prefeitura através da Secretaria de Assistência Social.

Estas capacitações são reconhecidas nacionalmente pela excelência técnica na formação de profissionais. “Recebo relatos de pessoas que estavam desempregadas e que após os cursos técnicos ofertados encontraram oportunidades de trabalho ou até mesmo iniciaram o seu próprio negócio. Isto é muito gratificante!”, disse Chico Brasileiro.

Empreendedorismo

Foz do Iguaçu recebeu também o prêmio da Fomento Paraná/Sebrae pelo maior número de financiamentos do Banco do Empreendedor, considerando ainda a menor inadimplência e a qualidade no atendimento. Além deste prêmio, Foz do Iguaçu foi reconhecida na categoria dos municípios com mais de 200 mil moradores.

No ano passado, o programa Foz Juro Zero atendeu 2.158 empresas e dispensou R$ 10,6 milhões em linhas de créditos de até R$ 6 mil a microempresários e profissionais liberais, em que os juros eram custeados pela prefeitura.

Sustentável

O programa de educação ambiental da Secretaria de Meio Ambiente recebeu o “Selo Sesi/ODS”. Servidores municipais participam de encontros de formação e ficam responsáveis por socializar os conteúdos. O selo incentiva indústrias, empresas, instituições de ensino, poder público e organizações da sociedade civil a relatarem suas práticas sociais para o alcance dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável da ONU.

O programa também fortalece a política de gestão de resíduos sólidos e compartilha atividades com alunos e professores das escolas e centros de educação infantil e comunidade. Participam diretamente 496 servidores e indiretamente outros 6,2 mil.

Hoje, Foz do Iguaçu está toda coberta pela coleta seletiva, destaca o prefeito. “É o maior programa do Paraná nas grandes cidades. São toneladas de materiais que geram renda para as famílias de recicladores”, completou Chico Brasileiro. A cidade tem oito centros de valorização de resíduos, administrados por cooperativas de trabalhadores.

(Assessoria)