A redução dos casos de covid, o avanço da vacinação e a flexibilização das atividades do comércio e serviços continuam influenciando na retomada econômica de Foz do Iguaçu. No mês de julho, foram abertos 391 novos postos de trabalho com carteira assinada, sexto melhor desempenho do Paraná.

Os dados são do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados), órgão do Ministério do Trabalho e Emprego. No período, Foz do Iguaçu teve 2.255 contratações, contra 1.864 demissões.

O setor de serviços, que abrange atividades relacionadas ao turismo, como rede hoteleira, atrativos, bares e restaurantes, liderou a geração de novos empregos no primeiro mês do segundo semestre de 2021. Ao todo, foram abertos 267 novos postos de trabalho. O comércio aparece em segundo lugar com a geração de 80 empregos.

O monitoramento do Caged revela que Foz do Iguaçu está entre os principais geradores de novos postos de trabalho no Estado. A cidade fechou o período atrás apenas de Curitiba (4.440 novos empregos), Maringá (1.009), Londrina (859), Cascavel (720) e São José dos Pinhais (584).

Imunização

A retomada dos empregos é resultado também da volta dos eventos sociais e corporativos. De janeiro e junho (primeiro semestre), foram 13.743 contrações, contra 12.793 desligamentos – saldo positivo de 950 novos empregos com carteira assinada.

Em janeiro e fevereiro, a cidade registrou 424 e 587 contratações, respectivamente. Em março e abril, com a chegada da segunda onda da covid, o saldo foi negativo, com perdas de 183 e 171 postos de trabalho, respectivamente.

A partir de maio e julho a curva começou a subir, a com criação de 293 vagas. No acumulado do ano (janeiro a julho), Foz tem um saldo positivo de 1.333 empregos.

Estadual

O Paraná manteve o ritmo de criação de empregos formais. O Estado registrou em julho um saldo positivo de 14.492 vagas, o melhor resultado para este mês desde 2010 – quando o saldo entre admissões e dispensas foi de 12.723.

O acumulado do ano, entre janeiro e julho, é de 132.328 empregos. O resultado faz do Paraná o quarto do país que mais abriu postos de trabalho em 2021, atrás apenas de São Paulo (594.613), Minas Gerais (219.560) e Santa Catarina (139.410).