Diante do alto índice de infestação do mosquito Aedes aegypti, Cascavel recebe um reforço importante na equipe. São 15 novos agentes de combate a endemias que iniciam o trabalho na próxima semana, após chamamento de concurso público realizado ainda no ano passado. Mesmo com os servidores, as equipes que desenvolvem as atividades de conscientização são consideradas insuficientes.

O Município passará a ter 171 agentes – sendo 151 em atividades externas de combate ao mosquito e o restante em ações administrativas. Os dados são extraoficiais, visto que nem Setor de Endemias nem a Secretaria de Comunicação houve declaração do total em exercício.

Os agentes estão com trabalho intenso após o último LIRAa (Levantamento do Índice Rápido de Infestação do Aedes aegypti) apontar 3,9% – quatro vezes o preconizado pelo Ministério de Saúde. Em bairros da região sul esse índice chegou a 9,3%, onde as equipes já estão a campo para visitar casa por casa para fazer um pente-fino nos quintais.

MP pediu

A contratação dos agentes ocorreu após uma provocação do Ministério Público feita em novembro do ano passado. Pelo porte do Município, e conforme a Política Nacional de Combate a Dengue, Zika e Chikungunya, seriam necessários 208 agentes em Cascavel.

O promotor da Saúde, Ângelo Mazzuchi Ferreira, disse ser inadmissível a cidade receber do Ministério da Saúde proporcional a 208 agentes e não ter equipes suficientes. No mínimo, conforme o promotor, seriam necessários 167 em trabalho na rua. Até novembro, havia apenas 129 agentes em trabalhos externos, conforme apontou ação civil ajuizada pelo MP.

Após a notificação, cinco agentes foram chamados em dezembro e agora outros 15 assumem a função.

Defesa

Em novembro, a Secretaria de Saúde se defendeu alegando que recebe do Ministério da Saúde incentivo financeiro da União para um total de 144 agentes e que a orientação é de que tenha um agente para cada mil imóveis. Assim, Cascavel deveria ter 168 servidores. O piso nacional dos agentes é de R$ 1.014, e em Cascavel são pagos R$ 1.246,44 de salário base.