201607081700404525_AFP.jpg DALLAS ? Após agentes americanos brancos terem matado dois homens negros nesta semana, houve registro de agressões a policiais nos estados de Tennesse, Georgia e Missouri. Na sexta-feira, um protesto contra a conduta das autoridades em Dallas, no Texas, terminou com o ataque de um franco-atirador que matou cinco policiais e feriu outros sete ? no ataque com maior número de vítimas policiais desde os atentados de 11 de setembro de 2001.

No Tennessee, o ataque ocorreu horas antes de Micah Johnson, de 25 anos, abrir fogo na manifestação de Dallas. Autoridades locais disseram que o agressor manifestou aos investigadores sua frustração pela morte de Alton Sterling, em Louisiana, e de Philando Castile, em Minnesota.

A polícia não revelou os motivos que levaram aos ataque desta sexta-feira em Georgia e Missouri, que foram descritos como emboscadas a policiais. Segundo as equipes médicas, os agentes não corriam perigo de morte.

O episódio de Missouri foi causado por um motorista que disparou contra um agente que fazia uma patrulha em uma viatura. O policial estava em condição crítica, porém estável.