COLUNAS

Editorial

08 de dezembro de 2021 às 09:22
Publicidade

Hora de participar!

 

O Município de Cascavel realiza neste mês de dezembro, nos dias 18 e 22, duas audiências públicas de histórica importância. No dia 18, será audiência referente ao novo edital de licitação para concessão do transporte coletivo urbano na cidade. Os documentos, bastante técnicos e com distância considerável do conhecimento prático do usuário, estão disponíveis para serem baixados pela internet, ou seja, é possível ter acesso àquilo que está balizando o novo edital e toda discussão. Da mesma forma, o polêmico contrato do lixo está com suas bases lançadas e o mesmo expediente de acesso aos documentos foi disponibilizado à todo e qualquer cidadão que estiver interessado.

Tanto o transporte coletivo, como a coleta de lixo e os serviços de limpeza urbana tem impacto direito na vida e no orçamento de toda sociedade. E, enfim, chegou a hora de corrigir equívocos que porventura tenham sido comedidos no passado e que, como é de conhecimento público, foram alvos de ações judiciais e muitos ataques e debates na esfera política e nas campanhas eleitorais. Candidatos a prefeito e vereadores sempre utilizaram as “duas bandeiras” com objetivos eleitorais (legítimos ou não) para desgastar adversários e conquistar o voto (poder). Agora, os dois contratos mais expressivos – seja pela questão econômica, seja pelo impacto direto na vida do cidadão – estão sobre a mesa para o debate.

Também é de conhecimento público, as audiências públicas tem pouco ou nenhuma participação da sociedade, a não ser exemplos recentes como a discussão sobre a necessidade de revitalização da Avenida Carlos Gomes, um dos principais corredores de fluxo de trânsito e comércio da cidade, que contou com grande atenção e, principalmente, participação e presença dos interessados na obra.

Agora, toda cidade tem interesse direto sobre os dois contratos e precisa estar presente, de fato, na discussão. O O Paraná tem buscado contribuir de forma efetiva, trazendo informações e promovendo a discussão em torno do tema, oferecendo à sociedade instrumentos e subsídios para participar decisivamente deste debate. Importante lembrar que a conta, tanto do transporte coletivo, como do lixo, vai chegar ao bolso de todo contribuinte, tendo participado do debate ou não! Qual a sua decisão?

Participe do nosso grupo no WhatsApp

PUBLICIDADE

PUBLICIDADE