RIO – Há 10 anos, a nadadora americana Katie Ledecky, então com apenas 9 anos, pediu um autógrafo ao ídolo Michael Phelps e registrou o encontro. Na época, talvez nem em seus melhores sonhos poderia imaginar que estaria hoje disputando a mesma Olimpíada que ele.

Agora, 2016, Michael Phelps encerra sua participação em Olimpíadas como um mito e uma coleção de 28 medalhas e Ledecky desponta, em sua primeira, como a rainha das piscinas, com quatro ouros e uma prata só no Rio-2016.

A foto da pequena – já não mais pequena – com o então ídolo viralizou e foi recriada. Mas com uma inversão de papéis. É Phelps quem tieta Ledecky, de 19 anos.