De olho na Black Friday

A campanha americana Black Friday foi incorporada pelo comércio brasileiro. A data tradicional é o dia 23 de novembro, mas por aqui os lojistas usam o nome para atrair clientes durante o mês todo. Assim como nas vizinhas Cidade do Leste e Salto Del Guairá, no Paraguai, onde a Black Friday já começou.

brde1

Mas o que fazer para não acabar caindo na Black Fraude?

O Procon de Cascavel pretende fazer uma pesquisa de preços para ajudar o consumidor. “O Procon/Cascavel fará esse monitoramento e divulgará nos próximos dias no site [cascavel.pr.gov.br/procon] para colaborar com os consumidores cascavelenses e da região nas suas compras no comércio local”, explica a fiscal Patricia Finato.

Mas o órgão já adianta: antes de ir às compras, é importante se fazer duas perguntas: posso comprar esse produto? Preciso desse produto? “O consumidor deve fazer uma lista dos produtos necessários para não cair na tentação de comprar itens que não precisa e evitar o superendividamento”, alerta a fiscal.

Planejamento, pesquisa e segurança também são outras dicas do Procon para o consumidor aproveitar a data com consciência sem cair em “enrascadas”.

Segurança

O Procon/Cascavel alerta que é importante guardar imagens e e-mails publicitários incluindo informação sobre o preço do produto, características, prazo de entrega, formas de pagamento, despesas adicionais, entre outras. Isso tudo ajuda caso receba produto diferente do comprado ou não receba a compra.

Preços

Segundo o Procon/Cascavel, a informação de preços precisa ser bastante clara e ostensiva de modo a não enganar ou deixar em dúvida o consumidor. O órgão acrescenta que é preciso sempre constar o preço a vista, a prazo ou parcelado, com número e valor das prestações, taxa de juros e demais encargos ou acréscimos e o valor total a ser pago com o financiamento. Na oferta de desconto, o valor do preço a vista também deve ser informado de maneira clara.

A cobrança de preços diferenciados para pagamento em dinheiro, cartão e cheque está autorizada pela Lei Federal 13.455/2017, mas é obrigatório que a informação seja de fácil visualização do consumidor.

Testes

Outra orientação do Procon/Cascavel é para que, ao adquirir produtos eletroeletrônicos, o consumidor solicite que sejam testados e se possível uma demonstração do funcionamento dele. É preciso ainda ficar atento quanto às peças e aos acessórios para conferir se estão de acordo com o que está previsto na embalagem.

No caso de produtos de mostruários, normalmente o percentual de desconto é maior, mas o órgão esclarece que os vendedores devem informar claramente possíveis vícios que também poderão estar detalhados na nota fiscal.

 

Unimed

Receba as principais notícias através do WhatsApp

ENTRAR NO GRUPO

Lembre-se: as regras de privacidade dos grupos são definidas pelo Whatsapp. Ao entrar seu número pode ser visto por outros integrantes do grupo.


Fale com a Redação