RIO – O judoca Islam El Shehaby foi mandado de volta para casa pelo Comitê Olímpico Egípcio, depois de ter sido repreendido pelo Comitê Olímpico Internacional.

O lutador se recusou a cumprimentar o israelense Or Hasson depois de perder um combate dos pesados. Hasson ficou com o bronze e subiu ao pódio no mesmo degrau que o brasileiro Rafael Silva, o Baby. A comissão disciplinar dos Jogos condenou a atitude do egípcio.

LEIA MAIS:

Judoca egípcio com atitude antidesportiva já foi chamado pelo COI

COI analisa punição a judoca egípcio que se negou a cumprimentar israelense

Egípcio se recusa a cumprimentar israelense