O Futebol Clube Cascavel informou por meio de nota oficial que na tarde desta segunda-feira (06), realizou uma bateria de testes de Covid-19 que apontou 9 casos positivos no time.
Além dos atletas a equipe da Serpente Aurinegra também realizou os exames em toda a comissão técnica e demais colaboradores que fazem parte da rotina do clube.

Dos 9 casos positivos para o novo coronavírus estão o técnico Tcheco, o fisioterapeuta Marcos Favero, o executivo de futebol Marcus Vinicius Beck Lima e Isaias Augusto, coordenador de futebol.

Entre os atletas o meio-campo Gama que não jogou a partida de ida da semifinal do Paranaense testou positivo na semana passada e seguem isolado. Já o volante Duda e o zagueiro Lucas testaram positivo nos exames que antecederam o jogo contra o Joinville pelo Brasileirão da Série D, e também estão de quarentena.

Na data de hoje, além dos membros da comissão técnica, quem testou positivo para Covid-19 foi o lateral-direito Libano e meio-campo Gimenes. Todos já estão cumprindo os protocolos de saúde determinados. Eles estão isolados e são acompanhados pelo departamento médico do clube.

Além disso, os citados acima juntamente com os atletas Robinho e Afonso que cumprem suspensão pelo 3º cartão amarelo e João Pedro que não pode atuar devido a uma cláusula contratual de empréstimo junto ao Athletico, e o goleiro Orlando que se recupera de uma lesão, são desfalques.

O FC Cascavel entende que por se tratar de uma questão extraordinária, prejudicando o espetáculo juntamente com a competitividade do duelo a realização da partida deviria ser adiada.

O clube também destaca que aceitou e acatou todas as orientações e determinações da Federação Paranaense de Futebol que postergou por aproximadamente quatro meses a realização do jogo contra o Furacão, mesmo diante dos mais de 80 inscritos por parte do time da capital.

Serpente Aurinegra ressalta que durante toda a competição sempre se colocou a disposição e foi parceira para que o campeonato fosse realizado da melhor forma possível, e agora está sendo visivelmente prejudicado no seu direito de competir.