O Paraná foi de 2.273 casos de estupro no primeiro no semestre de 2020 para 2.360 casos no mesmo período de 2021, um aumento de 3,8%.

Os números englobam crimes registrados contra mulheres, meninas e jovens e fazem parte de um levantamento inédito do Fórum Brasileiro de Segurança Pública obtido com exclusividade pelo g1.

Os casos de lesão corporal, em contrapartida, apresentaram ligeira queda. De 19.251 casos registrados no primeiro semestre de 2020, o número caiu para 18.715 segundo dados de janeiro a junho de 2021.

Nas duas situações, entretanto, pode haver subnotificação, como alerta a especialista em direito das mulheres e coordenadora da Procuradoria Especial da Mulher do Paraná, Alessandra Abraão.

“Quanto aos estupros, no caso do público vulnerável, contribuiu para a subnotificação o longo período que as crianças passaram longe da escola pela pandemia, pois muitos casos de violência contra crianças são descobertos, justamente, no ambiente escolar […] na análise dos casos de lesão corporal, o problema da subnotificação é ainda mais claro, mesmo que em 2021 as relações pessoais tenham começado a retornar com mais intensidade neste ano”.

Números de estupro

1º semestre de 2019 2.824
1º semestre de 2020 2.273
1º semestre de 2021 2.360

Números de lesão corporal

1º semestre de 2019 20.448
1º semestre de 2020 19.251
1º semestre de 2021 18.715

Na avaliação de Alessandra, a vergonha e o medo das vítimas, além do desconhecimento de como pedir ajuda, influenciam negativamente no cenário, mascarando os números.

“Quando a gente trabalha diretamente com mulheres vítimas de violência doméstica, é evidente que elas precisam de muito apoio no momento da denúncia, seja de um profissional, alguém da família, de um amigo […] Então, por mais que ela possa fazer a denúncia, ainda é difícil, porque ela está totalmente dominada pelo ambiente violento que está vivendo”.

Feminicídios

O número de feminicídios, segundo o fórum, também apresentou uma leve queda, comparando os primeiros seis meses dos dois últimos anos.

Em 2020, o Paraná teve 39 casos, contra 34 registros no mesmo período de 2021.

Casos de feminicídio

1º semestre de 2019 45
1º semestre de 2020 39
1º semestre de 2021 34

Para Alessandra, esta tipificação de crime, no qual mulheres são mortas apenas pela condição de gênero, ainda possui problemas no quesito classificação. Por isso, segundo ela, os dados podem não ser precisos.

“A maioria dos crimes apontados como feminicídios acontecem no ambiente privado do lar, porém não acontecem somente lá. Existe um protocolo para que a polícia investigue assassinatos de mulheres sob a perspectiva de gênero, mas a gente sabe que, na prática, muitos crimes que possuem características de feminicídio acabam sendo registrados só como homicídios”.

No Brasil, segundo o levantamento do fórum, foram registrados 663 feminicídios no primeiro semestre de 2020 e 666 nos primeiros seis meses em 2021.

(G1 Paraná)