Cascavel – Nestes 70 anos de história de Cascavel, a Acic (Associação Comercial e Industrial de Cascavel), que completará 62 de fundação em abril de 2022, tem participação e protagonismo indiscutível. “Cascavel chega aos 70 agora, e em abril de 2022, a Acic completa os seus 62 anos. É uma trajetória de unidade, de parceria, da qual nos orgulhamos”, disse o presidente da Acic, Genesio Pegoraro.

Em entrevista ao O Paraná, Pegoraro fala da força de Cascavel, o período e reflexos da pandemia e também sobre os constantes desafios da maior cidade do Oeste do Paraná.

 

O Paraná – Cascavel chega aos 70 anos com destaque no cenário regional, estadual e também nacional. Isso se deve, também, ao potencial econômico construído ao longo dos anos, no qual a Acic tem papel estratégico. Qual sua avaliação neste cenário?

Genesio Pegoraro – Cascavel reúne condições impressionantes. Primeiro, foi criada em uma encruzilhada, o que por si só já é estratégico – hoje estamos em um dos mais importantes entroncamentos rodoviários do Sul do Brasil. Ela foi colonizada por descentes de italianos e alemães, que têm o trabalho e o empreendedorismo como marca forte – depois outros povos chegaram, se uniram e contribuíram pra construir essa bela cidade que temos hoje. As terras são férteis, planas e extensas, ideal para a produção agrícola. O município está no centro de uma região pujante, que não para de crescer. Cascavel chega aos 70 agora, e em abril de 2022, a Acic completa os seus 62 anos. É uma trajetória de unidade, de parceria, da qual nos orgulhamos.

 

O PR – Praticamente completando o segundo ano de cenário de pandemia, o trabalho das entidades de classe tem sido fundamental para auxiliar os empresários. Quais as diretrizes traçadas pela Acic para auxiliar a classe empresarial que tem conseguido manter Cascavel com números positivos, mesmo com as dificuldades geradas pela Covid-19?

Genesio – Desde o início da pandemia, a Acic participa de uma força-tarefa que envolve vários atores, como poder público, entidades e outros parceiros, todos com um foco só: contribuir para minimizar reflexos e criar condições para a retomada. Foi criado um grande projeto de recuperação e, diante dos números que já aparecem, não há dúvidas de que o trabalho está no caminho certo. A Acic criou várias frentes de atuação para auxiliar o empresário. No início e auge da pandemia, mantivemos um canal aberto de diálogo e comunicação com os sócios, que esclareceu as mais diferentes dúvidas e questionamentos. Buscamos parcerias e facilidades para a liberação de recursos. Em conjunto com o Sebrae e outras entidades foram ofertados os mais diferentes cursos, tudo para que o empresário tivesse em mãos informações e ferramentas para sair desse cenário de dificuldades da melhor forma possível. E a Acic, pela primeira vez em sua história, em parceria com o Sicoob, criou uma linha específica e própria de recursos para ajudar empresários, principalmente aqueles dos setores mais atingidos pelos reflexos da pandemia. A Acic também participou financeiramente de várias ações em favor de melhores condições à saúde pública e, por meio de seus núcleos, participou de iniciativas solidárias para amenizar as dificuldades e o sofrimento de muitas famílias.

 

O PR – Ainda dentro deste cenário, Cascavel completa seus 70 entrando ou até já consolidando ciclo de inovação dentro do “novo normal” imposto pela pandemia. A Acic tem buscando estimular este contexto de inovação tecnológica entre seus associados. Como tem sido a atuação neste sentido?

Genesio – Sim, muita coisa mudou com a pandemia. E a inovação foi fortemente empregada, e evitou um colapso maior não só aqui, mas no Brasil e no mundo. A Acic foi uma das primeiras entidades empresariais do País a criar uma aceleradora e hub de inovação, a AcicLabs, que funciona em um ambiente amplo e especialmente formatado. Ali, os empresários têm acesso ao que existe de mais novo em novas tecnologias e inovação. É um ambiente no qual se respira novidade e novas possibilidades. Além de repensar o seu negócio, ali o empresário dialoga, pode encontrar novos parceiros e inspiração para inovar e levar seu negócio a novos patamares.

 

O PR – Além desse trabalho realizado com a indústria e comércio, qual a responsabilidade social da Acic na construção de Cascavel e na comunidade além desse eixo comércio-indústria?

Genesio – A Acic é uma entidade pautada no trabalho, na união e na construção de um município melhor a todos. São inúmeras as contribuições. A entidade participa de dezenas de conselhos e comitês, todos focados em colaborar de alguma forma. E ao representar quase quatro mil empresários, a Acic historicamente leva informações de qualidade a esses ambientes, que podem crescer e se desenvolver com resultados melhores. A entidade também conta com um grande portfólio de produtos, serviços e soluções, como cursos, palestras, orientações, consultorias e muito mais.

 

O PR – Politicamente, Cascavel teve sua representatividade sensivelmente reduzida nas eleições de 2018. Na Assembleia Legislativa, pelo menos dois suplentes (Gugu Bueno e Adelino Ribeiro) passaram a exercer seus mandatos, recentemente. Como a entidade pretende trabalhar em 2022 para fortalecer e ampliar essa representatividade nos parlamentos estadual e federal?

Genesio – Esse é um debate presente na entidade. Estamos refletindo sobre a melhor forma de participar e de contribuir para que Cascavel seja sempre bem representada nas mais diferentes esferas políticas.

 

(Redação – Paulo Alexandre)