Durante a 179ª Reunião do CTC-ES (Conselho Técnico-Científico da Educação Superior) da Capes – Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, neste mês de outubro, foi aprovado o Doutorado em Engenharia de Energia na Agricultura da Unioeste (Universidade Estadual do Oeste do Paraná), no câmpus de Cascavel. Esse programa será o primeiro no Brasil.

O coordenador do curso, professor Samuel Nelson Melegari de Souza, explica que após muita dedicação e trabalho dos docentes envolvidos no Mestrado durante mais de oito anos, a Capes elevou o conceito do Mestrado em Engenharia de Energia na Agricultura de 3 para 4, o que possibilitou a criação do Doutorado.

A área de concentração de estudos é Agroenergia e haverá três linhas de pesquisa: Fontes renováveis e racionalização de energia na Agricultura, Biomassa e culturas energéticas e Biocombustíveis.

O curso é voltado para profissionais das áreas de Engenharias, Agronomia, e outras afins. São 12 docentes envolvidos no Programa como orientadores; nove da Unioeste, um do Iapar (Instituto Agronômico do Paraná) e dois da UFPR (Universidade Federal do Paraná) de Palotina.

Mais informações estão disponíveis na página: https://www5.unioeste.br/portal/pos/ppgea/.