O cascavelense Caíto Carvalho, da equipe Auto Posto Maçarico/Polina/Bruto Auto Peças, fez o sétimo melhor tempo da categoria Pro na Copa HB20 nos treinos da sexta-feira, em Goiânia, preparando-se para a segunda e a terceira etapas da Copa HB20, que serão disputadas neste sábado e domingo no circuito goiano.

Em sua melhor volta no quarto treino da sexta-feira, Caíto fez 1m52s060, enquanto Raphael Abate foi o mais rápido, com 1m52s505. Caíto destaca que estar entre os dez mais rápidos, com um lastro de 20 quilos por ter terminado em terceiro na primeira etapa, também disputada em Goiânia, foi uma boa colocação e tende a melhorar para o treino classificatório deste sábado. “Os pilotos que ficaram na minha frente não usam lastro. Por isso acredito que quando a briga ficar entre aqueles que estão com mais peso, a disputa será interessante”, frisa Caíto.

A segunda etapa da Copa HB20 será neste sábado, com o treino classificatório programado para as 9h10. A corrida 1 terá sua largada às 11h e a segunda às 14h20. A terceira etapa será neste domingo, com o treino classificatório programado para as 8h20 e a corrida 1 às 11h20. A Corrida 2 terá início às 15h20.


Bruno Senna

O protótipo LMP1 da Rebellion Racing largará da pole das 6 Horas de Spa (Bélgica), no retorno do Mundial de Endurance, seis meses após a etapa anterior em Austin e da interrupção do calendário provocada pela pandemia do coronavírus. O norte-americano Gustavo Menezes e o francês Norman Nato, companheiros de Bruno Senna, dividiram o cockpit do carro de número 1, estabeleceram a melhor média do qualifying desta sexta-feira em 1m59s577 e superaram as sempre favoritas Toyota.

Indianápolis

A sexta-feira foi o segundo dia de treinos para as 500 Milhas de Indianápolis, tradicional prova que será disputada no próximo dia 23. O dia foi marcado pelo domínio de Scott Dixon, da Ganassi, que foi o mais rápido no dia, com 39s805; e pelo acidente do espanhol Fernando Alonso, o primeiro da edição deste ano. Mesmo assim, Alonso levou seu McLaren/Chevrolet a oitava colocação, com 40s114.

Brasileiros

Já campeões das 500 Milhas de Indianápolis, os brasileiros Tony Kanaan (Foyt) e Helio Castroneves (Penske) ficaram no pelotão intermediário. Tony foi o 14º, com 40s231; e Helinho ficou em 16º, com 40s245. Os dois disseram estranhar muito o fato das arquibancadas estarem vazias em função da pandemia do coronavírus.