No fechar as cortinas de 2021, o cascavelense Edivan Monteiro faz um balanço de sua temporada no kart e diz que ficou frustrado com sua participação no Campeonato Brasileiro. A 56ª edição da competição foi disputada de 6 a 18 de deste mês, no Kartódromo Beto Carrero, em Penha, Santa Catarina.

Edivan diz que sua expectativa era terminar a competição entre os oito mais bem colocados na categoria F-4 Super Sênior. No entanto problemas mecânicos e batida na Prova Final fizeram com que ele terminasse em 16º.

Segundo Edivan, o Brasileiro deste ano foi uma frustração porque se preparou bem e está com o equipamento bem acertado. “Tinha tudo para estar entre os oito melhores. Mas problemas alheios a minha vontade estragaram tudo. Mas competições são assim. Talvez seja por isso que são tão empolgante”, acentua Edivan, piloto da equipe Cascavel Diesel.

Já no Metropolitano de Cascavel, depois de um início de temporada também com acidentes, Edivan reagiu e ganhou a terceira etapa da categoria F-4 A. Terminou o campeonato na terceira colocação, com 58,5 pontos. O campeão foi Maurício Zaffari, com 79,5.

Próximo ano

Para 2022, Edivan já confirmou participação no Metropolitano de Cascavel e aguarda a definição do local do Campeonato Brasileiro para definir se irá disputar o não. A CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo) só pretende anunciar o local na festa dos 60 anos da entidade.

Inicialmente fala-se que será no Kartódromo do Paladino, na Cidade do Conde, na Grande João Pessoa, na Paraíba. “Se for na Paraíba, não irei disputar em função da distância e do alto custo. Além disso, exigirá que fique mais dias longe do trabalho. Se for nas regiões Sul, Sudeste ou Centro-Oeste, estarei presente”, adianta Edivan.