Japão – Era preciso dar o primeiro passo sem erros. O início, é verdade, mostrou a falta de ritmo natural de uma estreia. Aos poucos, porém, a seleção brasileira se impôs com tranquilidade. Em Hamamatsu, diante de Porto Rico, a equipe de José Roberto Guimarães fez valer sua superioridade. Comandado por uma Fernanda Garay inspirada, não teve muitas dificuldades para bater as caribenhas em 3 sets a 0, com direito a um passeio na parcial final: 27/25, 25/12 e 25/7.

A seleção brasileira de vôlei voltou à quadra pelo Grupo D, na madrugada deste domingo (30), e enfrentou mais um rival do Caribe. Brasil e República Dominicana se enfrentaram à 1h40. O Brasil está no grupo D do Mundial. Na primeira fase, as quatro melhores equipes de cada chave se classificam. Todas levam sua pontuação para a segunda etapa da competição, em um grupo de oito times. Por isso a importância de somar bons resultados desde o início.