Quando você recebe uma visita e a planta murcha ou morre não importando de qual é a espécie, seja uma orquídea, uma violeta, um cacto ou arruda, a chance é grande de ter ocorrido uma transferência de energia extrema. E não, necessariamente, foi o sentimento de inveja ou algum desejo ruim ao dono da casa. É só uma necessidade de energia de quem entrou na casa.

O universo é regido por diferenças de energia e as plantas fazem parte desse equilíbrio energético. Tudo o que é vivo tem um campo de energia. As plantas são seres vivos têm a sua própria energia e nós temos a nossa também. Quando os campos se encontram, ocorre uma interação entre a planta e humanos.

Os humanos estão sempre em constante evolução energética e sofrem em algum momento uma variação na energia. Há dias mais tristes, deprimidos, cansados, impacientes ou raivosos. Nesses dias a energia está mais negativa e a planta pode  energizar positivamente o corpo.

As plantas têm uma energia mais limpa por estar livre de sentimentos como ego e esses outros que deixam negativos. A planta tem uma energia pura. Sempre que há o encontro de um campo com energia negativa com um cheio de positiva, há uma transferência de energia. A planta, por ser positiva, acaba transferindo quase toda sua energia para a pessoa que está negativa, e por isso enfraquece. É a busca natural do universo pelo equilíbrio, mas em alguns momentos elas não resistem. A planta sofreu uma grande transferência de energia de forma intensa e rápida. Isso pode acabar secando toda a sua energia e por isso a planta morre.

Da próxima vez que acontecer isso com a visita de alguém, não pense em inveja, pergunte se seu amigo está precisando de alguma ajuda ou faça algo para melhore a energia positiva dele.

Fonte: Wemystic